O Blog da Escorregadela intelectual (versão 2.0)

05
Abr 10

Uma semana passa a correr e Ms. Brown (agora um pouco mais brown) já está de volta às lides profissionais e "bloggísticas"!

E, pronto, já passou a Páscoa, e espero que não tenham abusado dos ovos de chocolate, dos coelhinhos de chocolate, das amêndoas e folares...Ms. Brown não abusou! Só abusou da esplanada, do descanso e do sol! Mas não se pense que de férias Ms. Brown não se manteve atenta à realidade diária. Sempre que pode, leu jornais e viu os telejornais.

Mas na semana de Páscoa de que é que se falou? Não sei se por causa dos festejos religiosos, muito se falou dos abusos sexuais no seio da Igreja Católica e dos vários pedidos de desculpa apresentados pelo Vaticano. Ms. Brown não é católica, é ateia, mas respeita o catolicismo como respeita toda e qualquer outra religião, no entanto, não pode repudiar estes acontecimentos. Este é sem dúvida um caso de "faz o que digo, não faças o que faço!" E é sem dúvida de repudiar as afirmações do secretário do Papa que diz que dentro da Igreja Católica só existem 0,4% de casos de abuso, um número ínfimo em comparação com o que se passa dentro das próprias famílias. Ora, e perdoem os católicos, isto é pura hipocrisia! Na Igreja Católica nem 0,000001% de casos devia existir. Então não pugnam os padres católicos por uma vida casta e santa, livre de pecado, considerando pecado todo e qualquer pensamento mais lascivo?! Como pode o secretário pessoal do Papa relativizar estes acontecimentos com uma percentagem? É verdade que casos de abusos sexuais ocorrem mais dentro das famílias, mas na Igreja?!... É imperdoável, sem dúvida! Ms. Brown espera que os padres pecadores e criminosos sejam devidamente castigados pela justiça dos homens e que a Igreja reconsidere bem os seus ensinamentos !

 

Para além das notícias dos abusos sexuais, ontem foi notícia a morte/assassinato do líder de extrema-direita da África do Sul - Eugene Terre Blanche. Para Ms. Brown, como é óbvio, Terre Blanche era alguém que a repugnava pois era um homem que viveu a sua vida alicerçado numa ideologia de supremacia branca, de exploração do homem negro, que fundou um movimento baseado na ideologia nazi (as bandeiras têm o desenho idêntico), que sempre defendeu o Apartheid sul-africano.

No entanto, Ms. Brown é defensora da vida e abomina todo o tipo de assassinato, mesmo de pessoas como Terre Blanche.

Pelo que se sabe foram dois trabalhadores negros que o assassinaram; pelo que se sabe, estes trabalhadores espancaram-no até à morte; pelo que se sabe, a discussão foi por questões salariais; tudo, como é óbvio é pelo que se sabe...

Agora, Ms. Brown pergunta: o que leva dois trabalhadores negros a usar de tal violência contra o patrão por causa de questões salariais? Será que foi só isso, ou, por causa das ideologias de Terre Blanche, algo mais aconteceu que os levasse a tal acto insano?

Insanas são também as afirmações dos outros líderes da extrema-direita a divulgar que é melhor as selecções nacionais de futebol não comparecerem no Campeonato do Mundo! Como é que pode haver tolerância se há pessoas deste calibre a terem direito de antena? Terre Blanche foi assassinado, pelo que se sabe, por uma questão mundana, os seus assassinos serão julgados como tal. Pelo que se sabe, não são questões raciais que estão em causa...

Enfim, esperemos que nada de grave aconteça por causa disto.

 

E, pronto, Ms. Brown voltou à bloggosfera...

Boa semana pós-páscoa.

 

Ms. Brown às 10:45

Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
14
15
17

18
20
24

26
27
28


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO