O Blog da Escorregadela intelectual (versão 2.0)

09
Mar 09

Típico bairro lisboeta, Alfama conta desde há uns meses com um novo bar que se tornou numa lufada de ar fresco na cidade. Primeiro, porque não está apenas aberto à noite, segundo, porque apostou num conceito que ainda está em "desenvolvimento" em Portugal: o Brunch!

O Kuta Bar abriu portas nas estreitas ruas de Alfama com um ambiente oriental e o mais zen que se possa imaginar naquela zona. Muitos Budas, parte da muralha medieval lisboeta à vista, e cores suaves. Decoração simples e moderna, com música chill out ou mesmo alguns mantras, e  mensagens positivas a serem exibidas num ecrã. O ambiente está criado para desfrutar de um Brunch sem qualquer ponta de stress.

Por motivos profissionais, o Viajar acabou por experimentar esta aposta do Kuta Bar, que está disponível aos domingos, entre as 10.00 e as 18.00.

O pequeno-almoço misturado com almoço começa com uns pãezinhos, croissants e muffins, acompanhados de sumo de laranja, café ou chocolate quente. Segue-se uma saborosa salada de camarão, com uns toques de vinagre balsâmico, os típicos ovos mexidos com vegetais e uma tosta de mozzarella a encerrar. O serviço não é rápido, mas também não se está ali para ser rápido. O objectivo passa mesmo por demorar, aproveitar o espaço e esquecemo-nos que estamos na cidade...

A ajudar a relaxar, como se não bastasse o ambiente de um lounge oriental, vem o toque final: uma massagem de shiatsu de um quarto de hora, que pode eliminar vestígios de stress que teimem em não desaparecer. O preço para o Brunch com massagem é de 17 euros.

No entanto, o Kuta Bar não se dedica apenas a este tipo de refeições e tem outras alternativas, porque o espaço funciona também como restaurante lounge nos restantes dias da semana e como bar, à noite e até às 02.00. Parece que vale a pena experimentar os cocktails....

Falta dizer aos nossos viajantes que este espaço de relax fica na Travessa do Chafariz D´El-Rei 8 e o site é o www.kuta-bar.com.

Aproveite e... relaxe!

Mr. Heinz às 21:51

 

O VM foi hoje saudado com uma agradável surpresa: está nos destaques do sapo. Obrigado aos sapos!

 

Mr. White às 15:49

Em Pernambuco, no Brasil, uma miúda de nove anos foi violada pelo padrastro. Engravidou de gémeos. Os médicos classificaram a gestação como de alto risco e, ao passar da 15ª semana, avançaram com a interrupção voluntária da gravidez. Tudo dentro da lei, dado tratar-se de um caso de violação e de uma gravidez que colocava em risco a vida a criança. A Igreja católica não viu a coisa por esse prisma e achou por bem aplicar o direito canónico.  Excomungou a criança, a família directamente implicada e os médicos responsáveis pela intervenção. De fora ficou o padrasto. Na perspectiva da Igreja, o pecado da violação não é tão grave como o de cometer ou apoiar o aborto. Como é que a Igreja ainda tem a força que tem é coisa que o Viajar não percebe... este mister só pode ficar com vontade de partir a boca a alguém que use batina... Mais sobre o caso aqui.

 

Mr. White às 14:04

Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
14

15
21

22
28

29
31


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO