" (...) abriu portas, obrigou os seus trabalhadores a trabalhar, violando o que tradicionalmente era tido como pacífico - o único dia do ano que os trabalhadores efectivamente não trabalhavam (...)" Só me vou referir a esta parte, não é o primeiro ano que o fazem, não foram os únicos a abrir portas, já para não falar de tantas outras pessoas que trabalharam nesse dia e não são "lembradas". Não peguem em outros assuntos para falar de uma promoção, que de promoção para muitos nada tem e para outros tem muito.
Sara a 2 de Maio de 2012 às 15:37

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres