O Blog da Escorregadela intelectual (versão 2.0)

11
Fev 10

Assinalam-se hoje 20 anos sobre a libertação de Nelson Mandela ("Madiba") da prisão a que tinha sido sujeito pelo regime do Apartheid Sul-Africano.

Para muitos de vocês, esta efeméride não tem grande significado; para outros, nem sequer lhes diz nada porque não eram nascidos... para mim, diz-me muito.

Lembro-me perfeitamente de estar colada à TV a ver as imagens de libertação de Nelson Mandela. Eu era uma pré-adolescente, cheia de ideais e acima de tudo com uma vontade idómita de viver numa sociedade sem preconceitos raciais (vontade que ainda tenho).

Ms. Brown - o nome que escolhi para este blog - não foi escolhido ao acaso. Como o indica, a cor da minha pele é castanha, ou seja, sou descendente de pretos/negros/gente de cor, e, à conta desta "diferença", fui, muitas vezes, apelidada de "preta" (outras de "moinhé" porque como sou resultado de mistura, o meu cabelo é alisado o que faz crer nas pessoas que as minhas origens sejam indianas).

Ora, qualquer assunto que diga respeito a questões raciais e a discriminação é-me muito caro.

Por isso, foi com enorme felicidade que acompanhei a libertação deste GRANDE HOMEM. Sempre foi meu ídolo - a par com Martin Luther King - e sempre será!

Só um GRANDE HOMEM aguenta o cárcere por 27 anos, sai da prisão, perdoa os seus carrascos, é eleito Presidente da África do Sul, gera consensos entre brancos e pretos e evita aquilo que poderia ser a vingança dos negros!

Em 1991 recebeu, juntamente com Frederic De Kerk - o seu libertador - o Prémio Nobel da Paz - e merecidamente!

Desde a sua libertação, Mandela tem feito de tudo pela Paz entre os povos, sobreviveu aos escândalos da sua ex-mulher, Winnie Mandela e juntou-se a outra grande mulher, Graça Machel, fazendo dos pares mais lindos que conheço (aparte os meus pais claro). Viajou por todo o mundo espalhando a paz, a calma, e o ideal da igualdade.

É e será sempre um HOMEM para ser recordado, estudado e um exemplo a seguir. Alguém disse que ele não foi um grande político porque está acima dos políticos. Realmente, é verdade.

"Madiba" situa-se num plano superior ao comum dos mortais. Inspirou políticos que, como ele, sofreram as agruras de terem a cor da pele diferente - Obama é o grande exemplo que foi alvo de chacota ridícula de um político pavão e ignorante como o Berlusconi!

O dia de hoje deveria ser o DIA DA NÃO DISCRIMINAÇÃO E DA IGUALDADE ENTRE OS HOMENS. Infelizmente não é e ainda continuo a ouvir, em pleno século XXI, pessoas a dizer que "os pretos são estúpidos". Lamento, mas quem é estúpido é quem profere tais frases!

Somos todos iguais, ainda que com diferentes personalidades. Os "pretos" não são estúpidos, poderão eventualmente estar mais atrasados em relação à dita sociedade civilizada e ocidental, mas porque, durante séculos foram brutalizados, subjugados a um poder "branco" que a todo o custo evitou que os "pretos" (também os índios e os aborígenas e outras "minorias") tivessem acesso a todas as oportunidades que os "brancos" tiveram.

O meu sonho ("I have a dream") é que consigamos viver em sociedade sem apontar o dedo a uma pessoa por causa da sua cor da pele, da sua raça, da sua opção sexual, da sua cor política, enfim, só porque a pessoa é diferente de nós.

SOMOS TODOS IGUAIS e essa é a grande lição a aprender com Nelson Mandela! OBRIGADA "MADIBA"

 

Ms. Brown às 10:44

2 comentários:
Obrigada :) É sempre bom ter um feed-back como o seu... escrevi mais com o coração do que com a cabeça (como aliás quase sempre). Vou tentar manter o nível. Bom fim-de-semana.
Ms. Brown a 12 de Fevereiro de 2010 às 12:45

Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
13

14
17
18
19
20

25
27

28


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO