O Blog da Escorregadela intelectual (versão 2.0)

06
Ago 09

A frase mais emblemática no pós Conselho Nacional do PSD foi proferida por Pedro Passos Coelho,  excluído das listas de candidatos a deputados,  ao afirmar que "ser presidente do partido não é ser dono do partido."

A verdade é que a menos de dois meses das eleições,  as acusações multiplicam-se e ninguém parece entender-se no PSD.  

As listas de deputados que o Conselho Nacional do PSD aprovou na madrugada de quarta-feira, por 59 votos a favor e 37 contra, despoletaram uma onda de protestos e fortes criticas internas!

Pedro Passos Coelho considerou ainda que se tratou de uma decisão "mais ou menos sectária, ou mesquinha que o PSD escolheu para fazer as listas um conjunto de apoiantes e seguidores de Manuela Ferreira Leite". Criticou também a escolha da ex-militante do CDS-PP Maria José Nogueira Pinto para a lista de Lisboa. "Foi uma escolha pouco feliz e que dá um sinal errado", disse, já que ela "está em Lisboa a defender a candidatura de António Costa, quer dizer contra o PSD".

Já o deputado Jorge Neto, presidente da Comissão de Orçamento e Finanças e que apoiou Ferreira Leite na disputa da liderança, acusou a direcção de ter marginalizado e ostracizado pessoas de grande qualidade. "Não me revejo nas escolhas desta liderança para as listas. Havia uma oportunidade única de unir o partido e estas escolhas fracturaram e dividiram o partido de uma forma que eu considero grave", acusou o deputado. "Foi um erro político grave que esta direcção cometeu", afirmou.

Por sua vez, para o ex-secretário geral do PSD Ribau Esteves, presidente da Câmara de Ílhavo, é "infeliz e errada" a escolha do cabeça-de-lista do partido por Aveiro, por este "não ter nada a ver" com o distrito. Por outro lado, disse, seria "mil vezes pior" se o cabeça-de-lista fosse Pacheco Pereira, que "atenta contra o bom nome do PSD e a fortaleza política do partido há muitos anos". Recorde-se que Pacheco Pereira é cabeça-de-lista por Santarém. Ribau Esteves lamentou ainda a "limpeza feita àquele que foi considerado um dos melhores deputados do grupo parlamentar do PSD nesta legislatura, Luís Montenegro".

Outro ponto polémico é a inclusão de António Preto e Helena Lopes da Costa, arguidos em processos judiciais, nas listas de deputados de Lisboa, fortemente criticada por Carlos Carreiras, líder da distrital de Lisboa. "É um erro político grave que vai ter consequências para o PSD. Os valores que foram sempre defendidos não foram aqueles que foram praticados", afirmou Carlos Carreiras, considerando que a Comissão Política Nacional prestou "um mau serviço" ao partido e ao país, e que "as marcas que caracterizam a liderança" de Ferreira Leite saem "muito afectadas". "Falhou o rigor, o premiar o mérito que sempre tem sido apregoado", concluiu.

Já hoje Carlos Carreiras, em entrevista ao Jornal i e sobre o cabeça de lista por Santarém, admite que “não se tenha perdido um grande comentador e pode porventura ganhar-se um grande político”.

Quase dois dias decorridos após o tão polémico Conselho Nacional do PSD, a verdade é que a saga continua e as múltiplas justificações para as opção tomadas pela líder do PSD continuam a alimentar os debates televisivos, os blogs, os jornais e algumas conversas de rua.

Quanto a mim, três coisas ficaram claras:

1- A Dr.ª Manuela Ferreira Leite quis uma lista composta por pessoas que sabe de antemão que não lhe irão colocar entraves à formação de um hipotético Bloco Central;

2- No caso de o PSD perder as eleições e a líder não conseguir formar o dito Bloco Central (mesmo com preciosa ajuda de Cavaco Silva), pelo menos conseguiu garantir lugares, para sí e para os seus amigos, na Assembleia da Republica. O mais grave é que neste cenário de derrota, a Manuela Ferreira Leite deixará certamente de ser líder do PSD, mantendo-se no maior palco da política portuguesa: a Assembleia da Republica. Quanto ao futuro líder do PSD….esse terá de governar o PSD com os que em Setembro forem eleitos deputados;

3- No caso de o PSD ganhar as eleições e não conseguir formar o Bloco Central, certamente que a esquerda aniquilará a direita (provocando eleições antecipadas). É preciso não esquecer neste cenário, que depois da afronta do PSD em convidar Maria José Nogueira Pinto para as suas listas, ficou muito mais distante a possibilidade de uma futura coligação à direita!

Posto isto e em jeito de conclusão, também eu acredito que o PSD pode ter já perdido as eleições de Setembro!

 

Mr. Hellmanns às 18:50

5 comentários:
Caro Mr. Helmans,
sem querer entrar em polémicas políticas, espero mesmo que sim, que perca as eleições.
E explico porque.
Porque lembro-me do que a MFL fez como ministra da educaçao e ministra das finanças (nomeadamente nos impostos que disse que ia baixar e aumentou logo a seguir (o iva))
Porque a forma como criou estas listas foi inenarrável
Porque o país precisa de um PSD forte, bem orientado por si e com capacidade de agarrar no poder. Não pelo poder em si, mas como alternativa válida de governo. E neste momento, parece mais que a MFL quer o poder pelo poder. para ela e para os amigos. Isso não chega e não será uma alternativa válida.
António Enes a 6 de Agosto de 2009 às 19:40

Caro Mr. Hellmans, tenho a certeza que este não é o seu PSD e acredito que lhe tenha custado bastante escrever estas linhas!
Mas isso só mostra a sua imparcialidade! Concordo na íntegra com as 3 considerações que faz! Parabéns!
José da Boa Fé a 7 de Agosto de 2009 às 12:49

Mas atenção...

No PSD "falamos de coisas importantes só depois das eleições..."
Mrs F a 7 de Agosto de 2009 às 13:50

Em tempos - após as eleições europeias - disse aqui que o PSD se arriscava a ganhar as legislativas tantas eram as asneiradas do PS. Agora, já tenho dúvidas. O PSD fez o favor de implodir! Obviamente que não ajuda sair cá para fora as tricas e intrigas internas do partido. Mas, há sempre que se coloque de bicos nos pés para sobressair e assim eliminar os seus inimigos. Marcelo Rebelo de Sousa, Ângelo Ferreira, Marques Mendes vieram logo criticar a forma como as listas foram feitas! Ora, se os próprios elementos do partido criticam, atacam e fragilizam o partido é caso para dizer "com amigos como estes!...". Numa altura em que o PSD precisava de se mostrar unido para estar forte, desestruturou-se com a zanga as comadres! A escolha das listas em qualquer partido é um acto interno, não deve ser do conhecimento público! Assim, meus caros, o PSD não ganha (e ainda bem digo-o eu!), porque não se mostra uma alternativa credível ao PS. Manuela Ferreira Leite não goza de grande apoio popular - muito por culpa sua! Tem uma figura que não ajuda, não é simpática, é lembrada como a Min.das Finanças do país de tanga que aumentou impostos, alterou outros. É também lembrada como a Ministra da Educação da geração rasca. Nunca teve por autoria nenhuma medida popular, apareceu sempre em períodos conturbados e a defender medidas impopulares! Por tudo isso, precisava da união do partido, para mostrar ao povo que há uma alternativa viável! Ora, assim, não há, entre a confusão instalada e a confusão a instalar, mantém-se o que já está. O povo está cansado de tantas mudanças, de tantas reformas. O povo só quer que não lhe mexam nos bolsos e que não provoquem mudanças tão drásticas! PS ou PSD, venha o diabo e escolha, mas assim, meus caros amigos apoiantes/militantes do PSD, o vosso partido não vai lá!
SSF a 9 de Agosto de 2009 às 00:49

O PSD por este caminho pode até ganhar as próximas eleições, mas desiste de ser um partido com suficiente base social para governar o País.
Em vez de se tentar unir o partido em torno do objectivo comum de ganhar as próximas eleições e abri-lo à sociedade civil, optou-se pela revanche para consumo interno. Isto revelou-se não só através do afastamento daqueles que tinham apoiado os ex-candidatos a líder do PSD, mas também na atribuição de prémios a pessoas que foram cruciais na eleição da actual líder (não vale a pena repetir incessantemente discursos sobre seriedade e ética quando se escolhem certas pessoas). A pior lógica do aparelhismo triunfou.

http://dn.sapo.pt/inicio/opiniao/interior.aspx?content_id=1329985&seccao=Pedro%20Marques%20Lopes&tag=Opini%E3o%20-%20Em%20Foco
PML a 9 de Agosto de 2009 às 14:16

Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
13
15

16
20
22

23
29

30


Posto de Escuta
pesquisar neste blog
 
Conta-gotas
Website counter
blogs SAPO