O Blog da Escorregadela intelectual (versão 2.0)

31
Dez 10

Pois é meus caros viajantes, num ápice já chegámos ao final do ano. Parece cliché, mas é verdade, o tempo passa a correr. Ainda Ms. Brown estava com uma taça de champagne a dar as boas vindas ao ano de 2010 e já está praticamente agarrada a outra taça para dizer: OLÁ 2011!

E, como não podia deixar de ser, porque hoje é sexta, mas porque coincide com a Passagem do Ano e da Década, Ms. Brown apresenta a sua última rubrica do ano de 2010 dedicada à programação de lazer para o fim-de-semana, MAS, esta vai ser dedicada especialmente à noite de hoje (além do que, crê Ms. Brown que depois das festas de hoje à noite, os viajantes não estarão em condições para mais nada nos outros dias do fim-de-semana!).

Portugal é um país em festa. Não há cidade, aldeia, vila ou lugar que não tenha a sua festa de passagem do ano! Bem que Ms. Brown queria escrever sobre todas essas festas, mas não tem tempo nem espaço para isso, portanto, e desculpem os viajantes de outras paragens, vai cingir-se a Lisboa e Porto, com um leve passar por terras algarvias.

Em Lisboa, há festas para todos os gostos - electrónicas, anos 80, eróticas, bailarico, etc...:

1. Na Marina de Cascais temos 1/3 da Festa Refresh Your Soul

2. No Terreiro do Paço, os Fúria do Açúcar e Xutos e Pontapés dão concerto à borla

3. Na Lx Factory, Tiga, DJ Bloop Showcase, Freshkitos, John-e, Gilvaia e outros são os convidados do Baile Electrónico

4. No Maxim, é o Reveillon 2010-Bye Bye Maxim, com Real Combo Lisbonense e Gonçalo Gonçalves

5. Rui Veloso canta no Casino de Lisboa,

6. E José Cid dá música aos convidados no Casino do Estoril

7. No Santiago Alquimista, há Reveillon Erótico com Baile Royale

8. Na Kapital, a Festa de Passagem do Ano promete ser bombástica - BOMBA, The Final Countdown

9. No Clube Ferroviário (a grande revelação de 2010) há Midnight Express com Funk Boy ou Señor Pelota

10. Do outro lado da estrada, o Lux tem a sua já tradicional Festa de Passagem do Ano Surpresa, desconhecendo-se o mote e quem são os artistas convidados

11. No Club Tok, na Quinta da Beloura, é o revival dos anos 80 - a década mais badalada nesta 1ª década do século XXI- com Reveillon Back to the 80's

12. E na Comuna, a já tradicional Festa dos Anos 80 é transposta para os festejos do Final do Ano e também promete ser em grande!

Já no Porto, que não quer nem fica atrás de Lisboa em termos de animação nocturna, há:

a) No Estado Novo, em Matosinhos, o outro 1/3 da Festa Refresh Your Soul

b) No Casino da Póvoa, Fernando Pereira anima as pessoas pela noite dentro

c) No Ateneu Comercial do Porto, é o Le Revéillon 2011 by Taittinger a dar cartas

d) No Teatro Sá da Bandeira, há NEXT LEVEL NYE, com muita música electrónica para fazer mexer os corpos dos foliões

e) Na Av. dos Aliados, a CMP convida todos os portuenses a assistir ao concerto de Madein e ao espectáculo de pirotecnia ao som dos Furacão do Brasil

f) No ACT é NYE com Silicon Soul e DJ Riot, entre outros

g) No Plano B, o Reveillon tem Andamento+Sininho+ ARA & Maria

h) No Trintaeum a festa começa depois da meia-noite

i) No Contagiarte há festa com Lorenz Factor, Varrick, Uno, Fuego Y Tambao

j) No Pitch Club, DJ Kitten, Flashback e Slimmy tomam conta da animação

k) No Maus Hábitos, Filipe Alvim, Pedro Pinto, La Granja Orchestra e Beat Bender são os anfitriões.

Pelo Algarve, muitas são as festas de final do ano e todas as Câmaras Municipais lutam entre si para que os seus municípios sejam os melhores em termos de festa. Durante muitos anos Ms. Brown foi para Albufeira e nunca se arrependeu. Este ano, e começando por aqui, há como sempre o concerto na Praia dos Pescadores com Mariza e a grande final dos Ídolos 2010 da SIC. Já no Clube T em Almancil o último 1/3 da Refresh Your Soul dá as boas vindas a 2011. Depois há festas em todas as discotecas, bares e afins espalhados pelo Algarve. Ms. Brown não tem a capacidade para os discriminar por serem demasiados. Mas qualquer passagem de ano no Algarve é sempre divertida e bem regada. Desde a onda mais surf em Sagres, à onda mais in do Casino de Vilamoura, todos se divertem à grande.

Seja em Portugal, na rua ou em casa, seja no estrangeiro, seja com pouca gente, em família, com muitos amigos, ou no meio da multidão, Ms. Brown deseja a todos uma grande noite de diversão, sem excessos mas com muita alegria. ENTREM EM GRANDE NO ANO DE 2011 e SEJAM MUITO FELIZES!

 

 

Ms. Brown às 11:54

28
Dez 10

Passado o Natal, eis que se começa a falar da passagem do ano. É hora de balanços, de olhar para trás e ver o que aconteceu de bom e de mau ao longo do ano e é hora de pensar no ano novo que aí vem, do que poderá ser feito.

Ms. Brown não é diferente de qualquer outra pessoa e geralmente faz um balanço do que tudo aconteceu na sua vida no ano velho e naquilo que pretende para o ano novo. Esta passagem de ano assinala igualmente a passagem de década e por isso maior significado tem porque em 10 anos muita coisa aconteceu - de bom e de mau.

Ms. Brown não vai cansar os seus viajantes com um balanço da década nem mesmo do ano de 2010, mas sempre dirá que, em termos gerais, não tem razões de queixas. Obviamente, em 10 anos nem tudo foi um mar de rosas... algumas pessoas muito queridas de Ms. Brown fisicamente desapareceram, deixaram um vazio na sua vida, mas para compensar, muitas outras apareceram, é a natureza das coisas, é a lei das compensações! Em termos profissionais, Ms. Brown começou a década como estagiária na sua profissão e acaba-a com uma carreira a consolidar-se e com mudanças na sua vida - mudou de escritório, assumiu outras responsabilidades, encarou a profissão de outra perspectiva. Em termos pessoais, Ms. Brown lançou o berro do ipiranga e saiu de casa dos pais para a sua própria casa, mas independência que é bom, só no papel, porque Ms. Brown não deixou de ir todos os dias a casa dos papás almoçar e se possível trazer algo mais para casa, que isto está mau, a crise é forte e afecta toda a gente!

Já em relação a 2010, para Ms. Brown foi dos melhores anos que teve! Talvez porque 2009 foi um ano para esquecer; talvez porque Ms. Brown tentou encarar a vida de forma diferente; talvez porque a maior resolução de Ms. Brown para 2010 foi: viver a vida no limite! Bom, não foi tão radical, mas algumas mudanças para melhor aconteceram: mudança de escritório; mudança de equipa de volley (começou em 2009), sair mais, ir a mais espectáculos, estar mais com os amigos, encarar os problemas como desafios a vencer. Este foi o ano dos festivais de música: RiR, Festival Med, Optimus Alive, Super Bock em Stock, e a muitos mais quereria Ms. Brown ir, mas a carteira não esticava. Foi o ano da entrada de Ms. Brown na blogosfera... enfim, foi um ano generoso!

Quanto a desejos para 2011, Ms. Brown só quer que seja tão bom como o de 2010! Não é preciso grande coisa, basta que Ms. Brown seja feliz - tal como deseja sempre para os seus viajantes - que tenha os seus familiares e amigos sempre próximos; que seja um ano de mais festivais, concertos, saídas, viagens; que profissionalmente, a sua carreira progrida e seja bem sucedida.

E quanto a desejos para os viajantes? Ms. Brown deseja o mesmo de sempre... SEJAM FELIZES!

 

Ms. Brown às 10:18

24
Dez 10

Caros viajantes, Ms. Brown como é óbvio não escreverá hoje sobre a programação de fim-de-semana! No entanto, não se esqueceu dos seus viajantes que a acompanharam ao longo do ano, que a ajudaram a escrever mais e melhor e alimentaram este blog. Por isso, caros viajantes, Ms. Brown quer desejar-vos a todos

  

 

FELIZ NATAL!

 

 

E não se esqueçam...SEJAM FELIZES!

Ms. Brown às 18:39

17
Dez 10

 

E eis que a rubrica semanal de Ms. Brown está de volta e não, caros viajantes, não traz consigo o tão esperado (por uns) abominado (por outros) FMI! Traz sim a programação para os viajantes tenham um fim-de-semana de movida intensa, porque está muito frio e não se pode parar para não arrefecer.

Ao contrário do habitual, desta vez Ms. Brown começa pelo Norte, zona do Porto, que está a dar cartas com tanta e tão boa programação (as gentes do norte sempre souberam divertir-se!). Assim:

- "As 3 Marias" e o seu estilo de flamenco, tango, bossa nova, bolero e jazz, apresentam-se sexta e sábado no Villas Jazz Club de Matosinhos

- No Teatro Nacional S. João, sexta e sábado é tempo para assistir ao espectáculo de dança da Companhia Paulo Ribeiro "Paisagens...onde o Negro é Cor".

- Até Domingo, e porque estamos na época do Natal, está em cena a peça de teatro "A noite de Natal" de Margarida Barata, no Teatro Rivoli

- Também até Domingo, no Teatro Helena Sá da Costa (ESMAE), os finalistas do curso de teatro do ESMAE interpretam a peça "Com o Amor não se brinca", encenada por Nuno Cardoso

- Na Culturgest, esta sexta-feira ouvem-se os improvisos de jazz do trio composto por Daniel Carter+William Parker+ Federico Ughi

- No Plano B, esta sexta, há Festival Náice

- Também hoje à noite, a Orquestra Sinfónica do Porto toca na Casa da Música

- No bar Trintaeum, Gonçalo Costa+Tiago Marques, animam a noite fria de sexta

- Na Maia (terra que tão boas recordações traz a Ms. Brown, que aproveita para saudar os seus amigos e demais viajantes desta localidade), Slimmy, filho do Porto, toca na Tertúlia Castelense hoje à noite

- The Act-Ups+Alto!+The Kanguru Project animam a noite de sexta no Porto-Rio

- Em Espinho, logo mais, há Tributo a Miles Davis Quintet 65/68, no Doo Bop Bar

- Outros filhos do Porto, Blind Zero, vão tocar no Porto Gran Plaza, no sábado à noite

- No Mosteiro do Grijó, sábado à noite, há Concerto de Natal

- O novo grupo do sempre candidato à presidência da República, Manuel João Vieira, os "Corações de Atum", tocam nos Maus Hábitos na noite de sábado

- Na Contagiarte, o Grupo Fuá sobe ao palco sábado à noite

- Mazgani, o iraniano radicado em Portugal, toca na Tertúlia Castelense, Maia, na noite de sábado.

Descendo no mapa, e vindo para Lisboa, que não quer ficar atrás da programação do Porto, os viajantes podem:

1. Visitar a Quinta e o Palácio da Bacalhoa, sendo que as visitas serão gratuitas a partir de 2ª feira até 4ª feira

2. Participar, até domingo, no "Pão para todos 2010", projecto da Associação CAIS, no Martim Moniz, onde se distribuirá pão gratuitamente, ao som de música do Projecto Zeca Sempre, ou onde se poderá assistir ou participar em workshops de teatro e dança do Chapitô

3. Ir à feira de natal "Natalis" na ex-Fil, até domingo

4. Assistir aos concertos nas igrejas de Lisboa (sexta, na Basílica da Estrela, sábado na Igreja de Santo Agostinho e no domingo na Igreja de S. Domingos)

5. Participar do evento Feedback Collectiv no Espaço Olga Roriz, com várias peças curtas e ideias criativas de artistas de áreas como música, teatro, dança, literatura, VJ e DJ

6. Ir ao Teatro S. Luiz assistir ao espectáculo de dança de Ana Rita Barata, "O Depois", com bailarinos profissionais e intérpretes com paralisia cerebral da Associação de Paralisia Cerebral de Lisboa e do Centro de Reabilitação de Paralisia Cerebral Calouste Gulbenkian, incluído nos Encontros Internacionais de Inclusão pela Arte - até domingo

7. Assistir ao concerto de Tim, vocalista dos Xutos e Pontapés, no Coliseu dos Recreios, hoje à noite

8. Ver os Dead Combo, logo mais, no Music Box

9. Assistir ao concerto de Mísia no Lux, hoje à noite

10. Ver o concerto dos MGMT no Campo Pequeno, sábado à noite

11. Ouvir (e ver) os Linda Martini, amanhã, no Music Box

Programas não faltam viajantes! Não se atemorizem com o frio; não pensem na manta e no aquecedor. Saiam, nem que tenham de vestir quilos de roupa! O fim-de-semana passa a correr, por isso aproveitem tudo e... SEJAM FELIZES!

 

Ms. Brown às 14:48

13
Dez 10

Ms. Brown ficou sem computador durante alguns dias e por isso a rubrica semanal de progamação para o fim-de-semana não foi publicada na passada sexta-feira! Ms. Brown sabe o quão ansiosamente os viajantes maionésicos esperam por esta rubrica, pelo que, de joelhos, e humildemente apresenta as mais sinceras desculpas, prometendo, desde já, retomar a sua rubrica na próxima sexta.

Nos entretantos, muitas foram as notícias que vieram a lume durante estes dias!

Primeiro, foi a alegada ruptura de stock do açúcar que fez com que as donas de casa, preocupadas com as suas filhós (aqui Ms. Brown abre um parêntesis para uma explicação de português, antes que digam que está mal escrita esta palavra! Com efeito, não existe "filhoses", existe "filhó", e depois o seu plural "filhós"), rabanadas, azevias e demais doces natalícios, fossem a correr aos supermercados, hipermercados e mercearias de bairro, comprar o açucar todo que lá havia - agora sim, confirma-se a ruptura de stock!

Depois, a Wikileaks, de Daniel Assange. Ms. Brown confessa ter um misto de sensações em relação a esta organização. Em primeiro lugar, não sabe como e de onde ela apareceu. De repente, surge Assange e Wikileaks com notícias bombásticas, sem se saber qual a sua origem; depois, desconhece-se quais as fontes de onde emanam tais notícias; em terceiro lugar, não se sabe qual o fito que move esta organização e o seu representante máximo. Ora, tudo isto, faz com que Ms. Brown olhe para a Wikileaks com alguma desconfiança. No entanto, por outro lado, e por causa da sua personalidade irrequieta, Ms. Brown aplaude a existência de organizações como estas que, contra os poderosos do mundo, se insurge e denuncia o que de mal existe! Agora, até Portugal aparece no relatório Wikileaks! O BCP, através do seu presidente, fez espionagem para os EUA; Sócrates e Cavaco Silva, autorizaram os voos de Guantanamo para as Lages. Agora sim, Portugal faz parte do núcleo dos poderosos! Ms. Brown sinceramente não sabe muito bem o que pensar sobre isto...

Mas, mais notícias surgiram, como sejam a do atentado terrorista em Estocolmo, na Suécia. Até este país já é alvo do fanatismo e de uma alegada luta contra os infiéis! Um choque, sem dúvida!

Por último, em termos desportivos, Ms. Brown está contentinha (não contente ou eufórica) com o seu Benfica que deu um abanão na crise e lá conseguiu derrotar o Braga para a Taça de Portugal. Mas ainda assim joga a passo e sem grande vontade!...Que é feito do Benfica da época passada?

E, pronto, caros viajantes, Ms. Brown está de volta, esperando que o problema informático de que foi alvo não se repita. Tenham uma boa semana!

 

 

Ms. Brown às 09:29

10
Dez 10

A história da natividade nunca mais será a mesma...

 

 

Mr. White às 17:00

05
Dez 10

Ontem à noite terminou o SBES... e que noite caros viajantes! Ms. Brown pede desculpa a todos aqueles que pensam que nem só de Janelle viveu o SBES, e que outros artistas merecem destaque, mas, sem dúvida, esta senhora era a mais esperada da noite e isso viu-se pela enchente do Teatro Tivoli!

Um concerto indescritível, que começou de forma diferente, com um dos seus músicos a fazer de mestre de cerimónias e a convidar o público a conhecer-se e a conhecer Janelle Monáe. Peculiar sem dúvida, inovador, com certeza. E depois? Depois entrou em palco a grande senhora, Janelle Monáe! Com apenas 25 anos, feitos no passado dia 1 de Dezembro, transborda a confiança de quem já anda nisto há muito tempo, é uma artista única, pinta, canta, faz teatro, escreve as letras das músicas, dança como ninguém e ainda é um ícone da moda! Vestida de smoking, com a sua poupa - imagem de marca - Janelle cantou e encantou o publico ao apresentar o seu novo disco "ArchAndroid", e o Tivoli quase vinha abaixo quando os acordes de "Tightrope" fizeram-se ouvir e os passos de dança de Janelle contagiaram todos os que ali estavam para a ver! Ao contrário da maior parte dos cantores estrangeiros, Janelle não precisou de dizer "I love you Lisbon/Portugal", para isso bastou a pintura que fez ao vivo onde escreveu "I love you". Um grande concerto sem dúvida! A reter na memória e a repetir. Ms. Brown fica à espera de novo regresso de Janelle e desta vez espera que seja numa sala como o Coliseu. O Tivoli foi pequeno para tanta gente e as cadeiras não ajudaram à dança!

Em relação ao resto da noite, Ms. Brown assistiu ao concerto intimista e minimalista dos "Domingo no Quarto" uma dupla de músicos portugueses que tocam versões de músicas brasileiras, principalmente sambas, em modo acústico. A sala 2 do S. Jorge não estava cheia, longe disso, mas o concerto foi sem dúvida uma boa surpresa.

Ainda antes de Janelle, já no Tivoli, um grande aquecimento com "Batida" e o projecto "Fazuma" (projecto que começou na Antena3, "Radio Fazuma") e a sua música africana contagiante. O público que lá estava, mais por causa de Janelle, não deu o tempo por perdido e dançou ao som daquela batida forte do "mangolewe".

Depois de Janelle, Ms. Brown foi para a Garagem Vodafone, onde assistiu ao último terço do concerto dos Linda Martini. Ms. Brown confessa que não conhece a discografia deste grupo e não ficou fã, talvez também porque a acústica da Garagem Vodafone não tivesse ajudado, pois os acordes mais metálicos das guitarras ecoavam pelas paredes e entravam no ouvido, ficando a ressoar na cabeça de Ms. Brown. Mas, deu para ver que os Linda Martini têm uma legião de fãs, que conhecem as suas músicas e por isso a Garagem Vodafone estava bem composta.

Infelizmente, e como grande má notícia da noite, os Fugiya&Myiagi não puderam vir dar o concerto por causa dos problemas com os controladores aéreos espanhóis! Ms. Brown ficou deveras chateada, porque a seguir a Janelle era o concerto que mais aguardava. E, infelizmente, Dr. Ramos, que surgiu como alternativa, não agarrou o público, e assim, a Garagem Vodafone ficou rapidamente reduzida a um terço da lotação.

Por motivos de sobreposição de horários, ou para marcar o lugar com tempo, Ms. Brown não viu, com muita pena, Junip, Marina Gasolina, Marcos Valle ou I Blame Coco. De certeza que também foram bons concertos.

No cômputo geral o SBES vai ficar na agenda de Ms. Brown. Estejam atentos aos grupos que por aqui andaram. O SBES tem o dom de dar a conhecer grupos mais alternativos que não fazem parte da mainstream pop nem se ouvem nas airplays das rádios nacionais.

Até para o ano SBES...

 

Ms. Brown às 17:03

04
Dez 10

Caros viajantes, como referido na rubrica semanal, Ms. Brown andou e vai andar pelo Super Bock em Stock (SBES), Av. da Liberdade acima e abaixo. Acabou a 1ª noite de Festival e Ms. Brown já pode dizer que não deu por mal pago o seu bilhete, tal a organização e qualidade dos concertos a que assistiu!

Como em todo o Festival, é inevitável haver sobreposição de horários, ou horários de tal forma apertados que não dá para ir a todo o lado. Este não é excepção e porque, apesar de se situar na Av. da Liberdade, se espalha por várias salas, torna-se ainda mais complicado ir a todos os concertos. Todavia, Ms. Brown conseguiu constatar que existe público para todas as salas e que, como ela, tentaram aproveitar ao máximo o que o festival dá.

Assim, em termos de destaque, sempre pela positiva, Ms. Brown refere que gostou de ouvir The Shoes, apesar de ouvir 2 ou 3 músicas. Com um a rock alternativo, centrado em batidas de percursão e algum sintetizador, a melodia foi agradável. Também gostou muito de ouvir Kelle, vocalista dos Bloc Party que apareceu sozinho (ou não, porque estava acompanhado de 3 músicos), mas num registo mais electrónico e menos pop-alternativo-rock-britânico dos Bloc Party. Kelle é uma força da natureza a transbordar energia contangiante! O Público aderiu e gostou! Ms. Brown adorou o seu concerto, mesmo não tendo ficado para o fim!Outro destaque vai, sem dúvida para o GRANDE CONCERTO de B. Fachada, concerto ao qual aliás Ms. Brown ia de certeza e assistiu de início ao fim na 2ª fila da sala 1 do S. Jorge. B. Fachada, cantautor, tem um carisma inigualável, tem piada, é inteligene, as suas letras são autênticos retratos da vida quotidiana. Mas o concerto teve ainda o aliciante de ter como convidado o GRANDE SÉRGIO GODINHO que cantou "Lisboa que amanhece" e "Elixir da Juventude" com  B. Fachada, ouviu este cantor cantar a música "Os Discos de Sérgio Godinho" e ainda cantou uma nova música para o novo album de B. Fachada, tudo como se tivesse 20 anos! Os anos passam, mas Sérgio Godinho continua o MAIOR!

Por fim, o destaque vai para a grande surpresa da VODAFONE, o Vodafone Bus e a Garagem Vodafone. Com efeito, não há, hoje em dia, festival que se preze que não se associe a uma marca de empresa de telecomunicações. Ele é o Rock in Rio aliado à Vodafone; o Optimus Alive, cujo nome diz tudo; ou o Sw TMN. Agora, a Vodafone aparece associada ao SBES e em boa hora o fez! O Bus Vodafone nesta noite tinha os Kumpania Algazarra a animar as hostes... e que animação! Para quem não conhece, tentem imaginar um folclore cigano, mexido de um Emir Kusturica... é sempre a bombar! Agora imaginem isto dentro de um autocarro da Carris, ao serviço da Vodafone, a fazer o trajecto entre o S. Jorge e a Garagem Vodafone, com lotação esgotada. A LOUCURA! Ms. Brown foi neste autocarro e divertiu-se imenso porque já conhece os Kompania doutros festivais e sabe o que esperar da sua música contagiante e alegre! Mas, a Garagem Vodafone não fica atrás. Dá as boas vindas aos festivaleiros com uma Renault 4 L pendurada! (os viajantes ficam a saber que é dos carros preferidos de Ms. Brown, ao lado dos 2 CV ou dos Moke da Citröen). Depois lá dentro, estamos numa garagem mesmo: a garagem do Parque de Estacionamento do Marquês de Pombal, mas sem carros. Quer dizer, tem um carro, um magnífico "boca de sapo"!! Apesar da simplicidade, a garagem oferece boas condições acústicas e muito espaço. Nela actuaram hoje os Waves e os The Hundred in the Hands - uma música mais pesada, mais electrónica e punk, mas que ainda assim atraiu muita gente ao local.

Em conclusão, para 1ª noite, o SBES já mostrou ser um Festival a ficar nas agendas anuais! Amanhã há mais com Batida, Janelle Monáe e Fugyia e Miyagi e os Youthless no Bus Vodafone (escolhas de Ms. Brown!), ficando desde já a promessa de novo relato de como correu o Festival.

Até lá!

Ms. Brown às 02:39

03
Dez 10

O Inverno ainda não entrou nas nossas vidas oficialmente, mas o frio que se abateu sobre Portugal quer dar a entender que já é Inverno. A época é de crise - assim o dizem os entendidos na matéria, aqueles senhores engravatados que aparecem sempre com um ar muito grave na televisão e que nos pedem sacrifícios. O Natal está à porta e por isso todo o nosso dinheiro tem de ser canalizado para as prendas...

Mas, esperem lá! Se assim é, porque será que este fim-de-semana temos em Lisboa e no Porto dois festivais de música que prometem ser concorridos? Porque há concertos atrás de concertos esgotados? Porque há tanta coisa e de qualidade para se fazer?

Esqueçam o primeiro parágrafo. É verdade! Fora de época, ou não, este fim-de-semana promete em termos musicais e desde já os viajantes ficam a saber (como se já não o soubessem há séculos desde que que Ms. Brown escreveu sobre o assunto) que Ms. Brown vai estar na Av. da Liberdade, de noite, não a fazer compras naquelas lojas caríssimas, mas antes no grande acontecimento lisboeta deste Outono/Inverno 2010 - O SUPER BOCK EM STOCK! (SBES).

Pois é, finalmente chegou o tão ansiado fim-de-semana de SBES! Ms. Brown comprou o bilhete no início do mês de Novembro e já tem a pulseira que lhe dá acesso às salas como Maxime, Tivoli, S. Jorge, Bes Arte&Finança, Parque de Estacionamento do Marquês de Pombal, estação de metro do Marquês de Pombal, para ver artistas como Junip, Kelle, B. Fachada e Sérgio Godinho, Zola Jesus, Owen Pallet, Domingo no Quarto, Marcos Valle, I Blame Coco (que tem à frente a filha do Sting), Lula Pena, Márcia, Jorge Palma, Marina Gasolina, Adam Kesher, Hollywood Mon Amour, The Shoes, The Waves, Fugiya & Myiagi e a muito aguardada JANELLE MONÁE! Nos entretantos e para se evitarem correrias desenfreadas avenida acima avenida abaixo, há o VODAFONE BUS, que na sexta terá os Kumpania Algazarra a animar o pessoal e no sábado terá os Youthless.

Ou seja, este fim-de-semana promete!

Mas, desenganem-se se só há este festival de música a decorrer em Lisboa. Nãããããããõooo!!! Então é não é que também temos o Festival "Lisboa Mistura" no Teatro de S. Luiz, um festival de músicas do mundo, com Terrakota, Bordello, Adriana Mriki, Nuru Kane, Kimi Djabaté, Dead Combo, Diabo na Cruz, Galandum Galundaina, Octa Push, Ferro Gaita?

E, como não há fome que não dê em fartura, no Teatro Municipal Maria Matos há "Fim-de-semana Especial" com Jan Jelniex, Masayoshi Fujita, Fenneszz, Werner, Dafekdecker, Martin Brandlmayr, Ben Frost.

E por fim, ainda em Lisboa, não é festival, mas vai levar-nos aos idos anos 90(!), os James actuam no Campo Pequeno e vão cantar os seus êxitos (Sit Down continua a ser uma música marcante da adolescência de Ms. Brown!).

Já no Porto, não é uma bebida alcoólica a dar o mote ao festival de música, mas há o espelho do SBES, o POP DELUXE, no Teatro Sá da Bandeira, com algumas bandas comuns ao SBES, como os Junip ou The Hundred in the Hands, e outras como Foge Foge Bandido ou Nouvelle Vague.

Na Póvoa do Varzim, durante dois dias, Herman José tem também o seu próprio Festival, o da comédia como só ele sabe fazer, no Casino da Póvoa.

Na sexta, no Plano B, , há 1ª Linha no Plano B (III Acto); na Casa da Música ouvem-se os acordes da Orquestra Sinfónica do Porto; os Longway to Alask actuam no Passos Manuel e Chez Damier anima as hostes no Trintaeum, enquanto que há concerto de Jah Riot no Contagiarte.

Já no sábado, e porque a música é uma constante deste fim-de-semana, continuam os festivais ou acontecimentos musicais, com o Optimus Hype no Palácio da Bolsa, André Indiana e Mónica Ferraz tocam no Auditório de Lavra; Bella Damião estará nos Maus Hábitos e os James sobem ao palco do Pavilhão Rosa Mota, enquanto que Sérgio Godinho, já sem B. Fachada, toca na Casa da Música.

Há música para todos os gostos e feitios, por isso viagem nessa maionese musical e acompanhem as novas e as antigas tendências da música! Esqueçam o frio, vistam quilos de roupa, mesmo que não vos faça sentir os seres mais sexys do planeta, e vão para esses palcos espalhados pelo país para ouvir o que se anda a tocar nesse mundo fora!

Ms. Brown vai sem dúvida ter um fim-de-semana em grande, e os viajantes?! Mas já sabem, mesmo que não façam nada, SEJAM FELIZES!

 

 

Ms. Brown às 15:06

Dezembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
14
15
16
18

19
20
21
22
23
25

26
27
29
30


Posto de Escuta
pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
Conta-gotas
Website counter
blogs SAPO