O Blog da Escorregadela intelectual (versão 2.0)

26
Mar 10

...dia de sugestões para o fim-de-semana que já aí está a bater-nos à porta!

Ms. Brown vai de férias (agora só depois de 4 de Abril voltará a viajar na maionese), mas não se quer ir embora sem deixar as suas sugestões para o fim-de-semana e para a semana da Páscoa.

Ora, como sempre a programação é vasta e Ms. Brown não consegue destacar tudo o que de bom se faz por esse país fora. Sabe-se que entramos na semana da Páscoa e por isso as feiras e romarias, de cariz religioso, existirão com certeza. Também muita gente irá de abalada de férias, ou por terras nacionais (Algarve costuma sempre ser um destino) ou para o estrangeiro (parece que Cabo-Verde, terra dos antepassados de Ms. Brown, está na moda!!).

Ainda que se entre em modo férias, cá vão as dicas para terem fantásticos dias de lazer:

 

Na sexta-feira:

a) "Mundo cão" em concerto, no Cinema S. Jorge em Lisboa

b) festa "Face Oculta" (título engraçado!) na mítica e velhinha discoteca "Stones", em Lisboa

c) "Amália Hoje" no Bes Arte & Finança, em Lisboa

d) "Guta Naki", no Bar Lounge, em Lisboa

e) Concerto de piano de Fred Hersch, na Culturgest, em Lisboa

f) "Carmen" de Bizet, no Coliseu de Lisboa

g) Concerto dos Alphaville ("Forever Young" um dos grandes hits dos anos 80) no Campo Pequeno, e

h) Logo a seguir, festa no Santiago Alquimista, em Lisboa, "Retro Session - 80's vs. Vintage", o que promete.

i) O projecto "Rua da Saudade" dá concerto no Coliseu do Porto

j) Slimmy, dá concerto na sua cidade natal, Porto, no Shopping Center Cidade do Porto

k) Stereo Satanics+The Jills+Ivan Calos+Zé Pedro, actuarão no Plano B

 

No sábado:

a) O grupo mirandês "Galandim Galundaina" trás até à Fnac do Colombo, em Lisboa, os sons de Miranda do Douro

b) Os "Ena Pá 2000", essa mítica banda de Manuel João Vieira, eterno candidato à Presidência da República, actuam no Maxime, a sua casa

c) No âmbito do programa "Alta Baixa, 1 noite, 3 casas" a decorrer na cidade do Porto, que envolve as discotecas "Maus Hábios", Pitch Club" e "Passos Manuel", actuam artistas como Jam the Street Art, DJ Deck, DJ Roger, Ladi6, Chanora, Sub.zero#01, Time Machine, etc.

d) No Plano B, no Porto, actual Nom de Stri+Freimatic+Ludovic+Club the funk

e) Na Casa da Música, actua Vinício Capossela

 

No domingo, temos Feira da Ladra Alternativa, em Lisboa

Na segunda-feira, os sons quentes de Cabo-Verde (definitivamente na moda!), vão-se ouvir (e dançar) no Maxime

Na quarta-feira, The Legendary Tigerman com Bloodshot Bill e Heavy Trash, actuam na discoteca Lux; e Sam the Kid, rapper bem conhecido no panorama português, vai ter um DJ Set no Bar Noobai, em Lisboa, em Santa Catarina, perto do "Adamastor" (das melhores esplanadas de Lisboa!).

 

E, porque este sábado, dia 27, se comemora o Dia Internacional do Teatro (independentemente do que já disse sobre os "dias de..."), Ms. Brown, apreciadora das artes do palco, sugere uma ida ao teatro, não faltando peças para se assistir e que eu sugiro aqui:

1. "A balada da Margem Sul", no Teatro "A Barraca", em Santos, em Lisboa

2. "A Felicidade, amanhã", no Teatro Comuna, em Lisboa

3. "Cantigas de uma noite de Verão", no Teatro da Trindade, em Lisboa

4. "Num dia igual aos outros", no Teatro Nacional de D. Maria, em Lisboa

5. "O que faz falta", no Teatro Villaret, em Lisboa

6. "Uma família portuguesa", no Teatro Aberto, em Lisboa

7. "Antígona", no Teatro Nacional de S. João, no Porto

8. "O Deus da Matança", no Teatro Carlos Alberto, no Porto

9. "Problema? Qual Problema?, no Teatro do Campo Alegre, no Porto

 

Por último, estreou no cinema, um filme que sofreu alterações no argumento por causa da morte de Heath Ledger e que tem no elenco actores como Johny Depp, Heath Leadger, Jude Law, Colin Farrel e é realizado pelo ex-Monty Python, Terry Gillian - "Parnassos". Promete ser um bom filme!

 

E, pronto. Ms. Brown vai de férias descansar, deixando a promessa de que voltará em força com mais textos. Claro que não pode deixar de fazer referência ao destaque que foi dado ao seu texto no Jornal Público e referido pelo viajante Mr. White! O blog está de parabéns por tal feito... esperemos que mais textos nossos seja destacados!

 

E já chega! Adeus, até ao meu regresso! Aproveitem o sol que parece querer se impor! Não se esqueçam que amanhã muda a hora, para hora de verão, ou seja, vamos passar a ter dias mais longos (iiuuppiii), saiam, convivam, descansem e nunca, mas nunca, se esqueçam de SEREM FELIZES!

 

Bom fim-de-semana e boa Páscoa.

 

 

 

Ms. Brown às 16:46

No mês em que o VM figurou nos destaques dos blogs do sapo, este muy humilde estabelecimento figurou ainda no Público na rúbrica "Blogues em Papel". O tema: a morte do rapper MC Snake. Texto na integra aqui.

 

 

Mr. White às 12:40

24
Mar 10

Num Pavilhão Atlântico cheio mas longe de esgotado, revisitou-se a história dos seis episódios da Guerra das Estrelas e celebrou-se a brilhante banda sonora de John Williams. Composta por mais de 60 elementos, a orquestra (apenas a  londrina Royal Philarmonic Orquestra) foi irrepreensível. O narrador, nada mais do que  Anthony Daniels, o actor que deu vida ao robot 3PO, resumiu com mestria em hora e meia a Saga da família Skywalker, da República, do Império, e o duelo entre Siths e Jedis. Com uma forte componente de imagem, foram vários os momentos em que o VM regressou à história de George Lucas e às emoções de ouvir o respirar de Darth Vader. A única coisa que não foi positiva: o preço. Apesar da qualidade do espectáculo, o VM achou a oferta curta para os 54€ que deu (em duração e em termos da componente interactiva). Enfim, que a Força esteja com os Viajantes.

 

 

Mr. White às 18:39

É verdade! Os anos 80 estão na berra! É ver as festas que se realizam, com ou sem patrocínios de rádio. Ms. Brown tem ido a umas quantas festas, principalmente às da Comuna, quer no Teatro quer no Mercado da Ribeira. 

Ms. Brown, no entanto, confessa que se questiona de onde vem esta febre pelos "80's"? De há 2 anos para cá que as festas pululam e crescem em todo o lado. Primeiro, eram as festas da M80, depois da Rádio Renascença, e depois foram criados grupos dos anos 80 no Facebook e por aí adiante.

Ora vamos lá a ver porque é que os anos 80 fascinam graúdos e jovens do séx. XXI? Para Ms. Brown os anos 80 até nem tiveram nada de fascinante. Se não vejamos:

Nos anos 80, os penteados era do mais piroso que poderia haver. Quem não se lembra das permanentes com franja, ou poupa em jeito de onda? Quem não se lembra das calças de ganga afuniladas, curtas, acima do tornozelo? Das meias brancas rendilhadas? Dos enchumaços nas camisas e casacos? Dos blazers em "V"?

Para além da moda, as músicas. As letras eram quase todas sobre o amor: ou porque se conheceu alguém, ou porque a relação acabou... a maior parte era música "dor de corno" como Ms. Brown costuma dizer, ou música "corta-me os pulsos"...

Em termos políticos, Portugal vivia ainda um período instável. Tinha o Conselho da Revolução (durou até 1982), um Presidente da República militar (durou até 1986), teve a morte de um Primeiro-Ministro, a queda de vários governos, vários Primeiros-Ministros, uma AD, um Bloco Central, até que em 1987 Cavaco Silva obteve a primeira maioria absoluta. 

Em termos económicos, Portugal era um país em crise, fechado a uma economia de mercado, subdesenvolvido, ainda muito dependente do sector primário.

Em termos culturais, o analfabetismo era ainda grande. Só havia 2 canais de TV e a programação acabava à meia-noite. Não havia muito cinema, teatro também escasseava...

Ou seja, parece que nada do Portugal dos anos 80 vale a pena recordar. E quem diz Portugal diz o resto do mundo, graças à crise económica mundial, à crise política sempre latente entre EUA e URSS, às guerras do Irão/Iraque, Reino-Unido/Argentina, etc..

Mas, o que é facto é que os anos 80 deixaram marcas profundas na geração que agora tem entre 30 a 40 anos. As séries de desenhos animandos, os grupos musicais, incluindo os portugueses (quem não se lembra de António Variações, Heróis do Mar, Lena d'Água, Xutos e Pontapés, Rádio Macau, Sétima Legião, GNR, etc), influenciaram em grande esta geração, da qual eu faço parte.

O surgimento agora de um certo revivalismo tem a ver com isso: com o facto de a minha geração se lembrar dos bons momentos passados nos anos 80; das músicas, modas e afins fazerem parte do seu crescimento. A maior parte recorda-se de um tempo feliz - que já não volta - e por isso quer reviver. Por isso, as pessoas desta geração vão às festas ouvir as músicas que lhes trazem recordações - boas ou más - que as transportam para a adolescência e para todas as aventuras que se teve nesse período.

A moda também dita tendências como é óbvio. E a moda de há 1 ano para cá tem apontado as suas tendências para um renascimento da moda dos anos 80. Como me disse um amigo da moda "eighties are back"... e isso, como é óbvio influencia-nos.

O que é certo é que os anos 80 em pleno século XXI chegaram e estão para durar...

Ms. Brown está a adorar e os seus amigos também. Continuem, pois, a fazer festas 80's e lá estarei a "marcar ponto" para dançar ao som de "Wham", "Depeche Mode", "The Cure", "A-ha", "Duran Duran", "Soft Cell", "Europe", "Bon Jovi", and so on and so on...

The eighties are back!

Ms. Brown às 15:59

19
Mar 10

E pronto, sem nos darmos conta, o fim-de-semana chega de fininho...infelizmente passa muito depressa também!

Ora, como não há tempo a perder, Ms. Brown, como sempre, e porque quer que os viajantes se divirtam, sugere a seguinte programação:

 

1. Rodrigo Leão em concerto no Museu do Oriente, em Lisboa, hoje às 21h30

2. Em Sintra, no Centro Cultural Olga Cadaval, a ópera de Bizet, "Carmen" pela Ópera Nacional da Moldávia, sobe ao palco às 21h30

3. No Coliseu de Lisboa vai-se cantar a poesia de Ary dos Santos. É o projecto "Rua da Saudade" composta pelas cantoras Viviane, Mafalda Arnauth, Susana Félix e Lucinda Cozetti.

4. No Teatro Sá da Bandeira, no Porto, a noite é dos ritmos jamaicanos, do reggae e do dub com Don Carlos & Dub Vision Band + Youth Culture + Portal do Reggae + Greenvibration.

5. No Teatro S. Luiz, em Lisboa, continua o festival de "Humores Cruzados" que teve início em 17/03 e acaba a 21/03, com a Companhia Tricicle a criar humor sem palavras.

6. Na Galeria Zé dos Bois, em Lisboa, há concerto de rock psicadélico dos Black Bombaim + Mamute.

7. Na Sociedade Guilherme Cossul, em Lisboa, é a vez de se ouvir Jazz com Vasco Agostinho Trio

8. Em Sintra, na Casa Teatro, é levada à cena a peça "Voz Humana" de Jean Cocteau

9. No CCB, hoje e amanhã, estará a ser representada a peça "As meninas Wilco" de Jaroslaw Iwaszkiewicz

10. Amanhã, na Casa da Música, mais uma noite de Clubbing com Blasted Mechanism e Sofa Surfers. Uma noite que promete...

11. Amanhã dá-se a iniciativa "Limpar Portugal" à qual vários concelhos aderiram... por isso, toca a ir para o ar-livre limpar este país à beira-mar plantado.

12. No Domingo, para além de se comemorar o início da Primavera, também se comemora o Dia da Poesia e por isso há leitura de poesia e uma feira dedicada à poesia no CCB.

 

Com destaque, Ms. Brown chama a atenção para a festa dos anos 80 no Teatro da Comuna em Lisboa. Estas festas têm sido fantásticos, de arraso e mais uma vez esta noite promete ser uma grande noite ao som dos hits dos anos 80!

 

Para além disto, é verdade que os óscares já lá vão, mas os filmes continuam a aparecer. Esta semana estreou "Fora de Controlo" com Mel Gibson, há muito afastado das lides como actor; e "Lembra-te de mim", um filme por certo para os mais românticos e para as teenagers que idolatram Robert Pattinson, o vampiro da saga "Twilight".

 

Ms. Brown espera que algum ou todos os programas sugeridos seja(m) do agrado dos viajantes.

É fim-de-semana e nem a chuva vai estragar o nosso humor! Ms. Brown não irá limpar Portugal, mas irá estar em contacto com a natureza a comemorar o 25º aniversário do seu grupo de caminheiros, fazendo uma caminhada para os lados de Évora.

Divirtam-se! Descontraiam-se! Convivam! Riam muito!...SEJAM FELIZES!

 

Bom fim-de-semana

 

Ms. Brown às 10:40

18
Mar 10

Antes das boas malhas que o VM anda a ouvir, um link bastante interessante para os viajantes que gostam de ouvir música no local de trabalho. Dá pelo nome de Som 13 e tem, para além das opções comerciais óbvias, uma série de álbuns que podemos ouvir directamente, sem qualquer instalação ou download. Enjoy.

 

O top no carro do VM:

 

1 - Gorillaz - Stylo

2 - Phoenix - Liztomania e 1901

Já andam nas lides desde 2000 mas foi no ano passado com "Wolfgang Amadeus Phoenix" que estes franceses chegaram ao mainstream. A boa notícia: vão estar no Optimus Alive.

3 - Sade - Soldier of Love

Oito anos depois de "Lovers Rock" chega finalmente "Soldier of Love". O álbum não é memorável mas não deixa de ser bom. 

4 - Ok Go - This Too Shall Pass

A música é boa mas o que impressiona mesmo é o videoclip. E se já tinham deixado a sua marca com o famoso clip das passadeiras, desta vez arrasaram. 

Mr. White às 12:46

 

Mr. White às 10:47

17
Mar 10

Tem sido notícia a morte de Nuno Rodrigues, conhecido por MC Snake, um rapper que ultimamente trabalhava com o conhecido Sam The Kid.

A ms. Brown confessa que lhe tem feito alguma espécie as notícias veiculadas, principalmente a última, no "Público" on-line, onde, de uma certa forma, se tenta desculpa o acto do agente da polícia, ao divulgar que só 4,5% da formação dos polícias é dedicado ao manuseamento de armas e que a arma da formação é diferente à arma que usam em efectividade de funções.

Sinceramente, a mim pouco me importam estes dados. O que importa é que um agente da autoridade alvejou mortalmente um condutor em fuga, atirando sobre o carro 3 vezes. O que importa é que, por algum motivo aquele agente da autoridade decidiu que disparar a arma seria o único método de deter o condutor em fuga. O que merece atenção é que o condutor em fuga não encetou qualquer acto de ataque ao agente de autoridade, não disparou, não lançou o carro para cima do agente, limitou-se a fugir.

A utilização de armas de fogo tem de ser proporcional ao que se pretende proteger. Os agentes de autoridade, mais do que ninguém, devem estar preparados para agir e reagir em situações como esta e noutras; devem saber distinguir quando há vidas em risco ou a integridade das pessoas que pretende proteger está a ser ameaçada.

À Ms. Brown parece que houve aqui um excesso de zelo da parte do agente de autoridade. Desculpem os que entendem o contrário, mas é essa a opinião da Ms. Brown. Mais, porque o condutor era negro, era rapper, tinha cadastro (tinha cumprido pena de prisão aos 18 anos por tráfico de droga), parece à Ms. Brown que artigos como este aqui publicado servem para desculpabilizar o agente da autoridade. No entanto, esquece-se quem escreve tais artigos que o agente de autoridade não sabia quem conduzia o carro; só sabia que alguém fugia.

Que tipo de testes psicotécnicos são feitos aos agentes de autoridade? Que formação é dada? Que disciplinas têm na escola de polícia? Será que este agente - e outros - estavam preparados para esta carreira? Uma pessoa que facilmente puxa da arma, dispara 3 vezes e mata uma pessoa só porque ela lhe foge, sem culpa formada, sem prova de prática de crime grave, não pode nunca ser um agente de autoridade!

E repugna à Ms. Brown que o advogado do Sindicato de Polícias tente desculpabilizar o acto com o facto de se ter verificado um crime de desobediência qualificada por incumprimento de uma ordem da autoridade. O Sr. Advogado deverá ter presente a regra da proporcionalidade da utilização dos meios aos fins. Neste caso houve uma desproporção desmesurada entre o que se pretendia proteger e o meio utilizado.

Este caso deve ser estudado, deve ser discutido na sociedade. Sem dúvida que é um caso que pode expor muitas das deficiências ao nível da formação de agentes de autoridade e que merece atenção.

Infelizmente, foi preciso morrer uma pessoa - inocente até prova em contrário - para se voltar a falar em dados estatísticos relativamente à formação dos agentes de autoridade. Mas quantas mais pessoas é preciso morrer até que alguma coisa mude para melhor?... 

McSnake morreu com 30 anos e deixa uma filha pequena...

Ms. Brown às 13:29

16
Mar 10

Em pleno evento de discussão da Estratégia Nacional para a Energia e perante uma plateia de 200 pessoas no Pavilhão de Portugal, José Sócrates foi anunciado como... José Trocas-te, o nome do boneco do Contra-Informação. A plateia presente no Pavilhão de Portugal reagiu com espanto, mas não houve qualquer rectificação ou justificação para o erro do speaker. Priceless...

 

Mr. White às 19:00

Vem este post no seguimento do anterior colocado pelo Mr. White e a propósito desse Congresso cheio de surpresas que foi o do PSD.

Pelo título parece que o Congresso foi em zona vinícola - Cartaxo, Douro, Alentejo - em vez de ter sido em Mafra. Sucede que deste Congresso o que fica retido na memória é o discurso inflamado do Presidente da Câmara das Caldas da Rainha e a sua réplica a quem lhe oferecia um copo de água para acalmar e a introdução nos Estatutos do partido de uma norma proposta pelo "menino-guerreiro" Santana Lopes.

O 1º caso, já foi falado no post anterior e quanto a isso, Ms. Brown não fará qualquer outro comentário que não o de que o Presidente das Caldas da Rainha safou-se de boa pois se a "Lei da Rolha" já estivesse em vigor, habilitar-se-ia a ser punido disciplinarmente, pois bateu a eito em todos os responsáveis do partido (e com muita razão em alguns casos). A sua tirada foi hilariante e sem dúvida um grande "desbloqueador de conversas" e um tiro na "seriedade" do Congresso.

E sobre a "Lei da Rolha", o que dizer?

Ora, então o Santana Lopes, recordando-se do tempo em que foi líder do partido e PM (uma mancha na nossa democracia) e foi alvo de inúmeros ataques da parte dos seus colegas de partido, incluindo do nosso actual Presidente da República (quem não se lembra do artigo publicado no jornal "Expresso" sobre a boa moeda expulsar a má moeda?), apresentou ao Congresso uma alteração à disciplina do partido, impondo que nenhum militante do PSD possa falar, publicamente, mal do líder e das directivas do partido, incorrendo em pesadas sanções se o fizer nos 60 dias anteriores a qualquer acto eleitoral.

Extraordinariamente (ou não) esta proposta foi aprovada por 356 votos a favor, 70 votos contra e cento e tal abstenções (os números podem não estar correctos). Mas, mais extraordinário foi o facto de, quando os jornalista interrogaram os candidatos a líder do partido e outros militantes, todos se mostrarem contra esta norma, inclusivamente, um dos candidatos (Aguiar Branco) suscitou uma questão de constitucionalidade, outro diz que se for líder (Paulo Rangel) revogará a norma e outro (Passos Coelho) que fará de tudo para alterar os Estatutos. Mas, quando a proposta foi apresentada, nenhum destes candidatos subiu ao palanque para se insurgir contra (Ms. Brown desconhece a disciplina do Congresso, mas pensa que o poderiam fazer). Só Manuela Ferreira Leite apoiou e disse que a norma tinha a sua razão de ser... claro! Aquela senhora foi tantas vezes alvo das críticas internas que só poderia concordar...

É sem dúvida algo que tem a ver com a vida interna do Partido e não é nada de invulgar, já que no PS e partidos socialistas europeus norma idêntica existe nos seus Estatutos, e noutros partidos também, mas, Ms. Brown que tem a sua ideologia política e o seu partido, mas não é filiada, insurge-se contra este tipo de norma (por isso é que não é filiada!).

Que é feito da liberdade de expressão e opinião? Se um líder não tem perfil, erra, não consegue levar o partido às vitórias, sujeita-se à crítica, claro que terá de ser construtiva. Marcelo Rebelo de Sousa criticou por diversas vezes, de forma construtiva, os seus líderes, mesmo Marques Mendes seu sucessor e protegido. Alberto João Jardim atacou, ataca e atacará, constantemente, os seus líderes, e até o Presidente da República (o Sr. Silva, lembram-se?). E Ms. Brown não se recorda de alguma vez terem sido repreendidos (bom, Marcelo Rebelo de Sousa foi afastado da TVI) e não crê que alguma vez o venham a ser. Como conciliar as críticas dos ditos "senadores" do partido com as do militante de base? Haverá tratamento igual?

Esta norma só podia ser apresentada por Pedro Santana Lopes e isso demonstra a sua personalidade e carácter... ou falta dele!

Enfim, assim vai a democracia em Portugal: um PM envolvido em escândalos e o Partido da Oposição com leis "estalinistas"... É caso para cantar como Jorge Palma "Ai Portugal, Portugal, do que é que tu estás à espera..."

 

Ms. Brown às 15:50

15
Mar 10

A meio do seu zapping de sábado, o VM deu por si a ouvir uma inflamada intervenção no Congresso do PSD. Presidente da C.M. das Caldas de Rainha há mais de 20 anos, Fernando Costa falou durante quase meia hora, sem filtro, para gáudio da maioria dos presentes e para incómodo de vários elementos da direcção do partido. Sem vergonha e sem papas na língua, passou os recados que queria, deixou as suas opiniões bem claras e deu espectáculo. A sua intervenção aqui

 

Mr. White às 16:19

Nós todos somos consumidores (e alguns consumistas!) e por isso, na linha do meu pensamento já explanado sobre o Dia da Mulher, não deveria haver só um dia para se falar deste assunto. Todos os devias devem ser dia para nos recordarmos da nossa condição de consumidores.

Mas, e porque não quero parecerer uma "velha do Restelo" assinalo então este Dia neste texto para chamar a atenção para as inúmeras situações diárias de violação dos nossos direitos enquanto consumidores.

Quem já não teve de telefonar inúmeras vezes para os prestadores de serviços de telecomunicações, de televisão por cabo, de seguros, que levante a mão?

A Ms. Brown é ,quase mensalmente ,que tem de lidar com situações de reclamação, quer em termos pessoais quer em termos profissionais.

E digam lá que não é um calvário? Os inúmeros telefonemas; as horas gastas; o desespero pela situação não estar resolvida; o "espere um minuto por favor, vamos tentar resolver a sua situação com a maior brevidade possível"... tudo isto vos (nos) é familiar com certeza!

Estatisticamente, são os prestadores de serviços de telecomunicações o que mais reclamações provocam. Todos sem excepção. Ms. Brown já teve problemas com Tv Cabo - quer ao nível da televisão quer ao nível da Internet  - Tmn, Vodafone (este é o último caso)... e em todos eles teve de "puxar dos galões", fazer uso da sua profissão (do mundo das leis) e "mostrar os dentes", ameaçando com processos e queixas à ANACOM e todas as entidades competentes. Em todos estes casos, infelizmente teve de chegar a este ponto, pois sempre que foi tratada como simples consumidora, nunca houve qualquer brevidade na resolução dos assuntos.

É lamentável que o consumidor seja mal-tratado, espezinhado, gozado pelos prestadores de serviços. Se o consumidor soubesse o poder que detém, os prestadores de serviços não  actuariam como o fazem. Mas, infelizmente, o nosso país é ainda um país de gente iletrada (alfabetizada mas incapaz de entender o que lê!), e inconsciente dos seus direitos, bem como de gente acomodada, que prefere o "não se chatear" ao "vou defender aquilo a que tenho direito". Ora, os prestadores de serviços conhecendo bem a condição da maior parte da população aproveitam-se (e bem!) para impingir todo o tipo de serviços, sem a qualidade expectável (anunciam velocidades mega-hiper-super grandes de internet mas depois a zona não dá para essa velocidade!), demorando uma eternidade até resolverem as questões e dando-se ao luxo, muitas vezes, de as resolver mas não devolver as quantias indevidamente cobradas!

Para além dos prestadores de serviços das telecomunicações, há também aqueles créditos promovidos na TV - tudo fácil, tudo na hora! Basta um telefonema, um clique e já está, € 25.000,00 na continha do senhor! Mas, e aquelas letras minúsculas que ninguém lê, o que dizem? Dizem que o senhor vai pagar uma taxa anual efectiva de 20%! Ou seja, muito superior ao praticado nos bancos para empréstimos pessoais. Mas o mais grave, é que a maior parte destes financiadores tem por detrás um banco, e por isso é que estes nem se chateiam com a concorrência "desleal" que é feita em termos de financiamento. Ganham sempre!

Há ainda a situações dos anúncios dos automóveis. Em tempos tornou-se obrigatório informar nos anúncios as condições de aquisição de um automóvel. Que fizeram os anunciantes? Contrataram pessoas que lêm à velocidade super-sónica e passaram a colocar em rodapé, a uma velocidade estonteante em que condições a prestação mensal que é anunciada é válida.

Pois é, meus caros viajantes, Ms. Brown limitou-se a dar alguns exemplos, muitos mais haverão - restaurantes, discotecas e bares, são outros grandes violadore dos direitos dos consumidores.

Não podendo falar de todos, fica o aviso: como consumidores temos direitos! Se se sentirem violados nos vossos direitos, reclamem por escrito! Peçam o livro de reclamações (livro amarelo na função pública), não se calem, ameacem com processos, exijam qualidade nos serviços!

Boa semana...

Ms. Brown às 12:44

13
Mar 10

... e foi ver os lisboetas na rua, qual caracóis com os corninhos ao sol!

O sol decidiu brindar-nos com a sua luminosidade neste sábado e foi ver todas as pessoas na rua, a passear, em família, sozinhas, com os amigos... até pareciam mais alegres e divertidas!

Ms. Brown, como é óbvio, não podia ficar em casa e por isso saiu, foi almoçar para a zona de Belém (uma bela dourada grelhada diga-se "en passant"), na companhia de duas amigas e aproveitou uma das suas inúmeras sugestões para o fim-de-semana, dando uma saltada ao Museu Berardo no CCB para ver a exposição de Joana Vasconcelos. Foi com agrado e alguma surpresa que Ms. Brown esteve numa fila grande para entrar nesta exposição. Sem dúvida uma artista em forte ascensão e a sua exposição vale mesmo muito a pena porque para além de vermos expostas as suas magníficas e super criativas obras, a exposição é interactiva. O final da exposição é um "gran finale", sem dúvida surpreendente, agradavelmente surpreendente aliás...uma coisa é certa, todos os sentidos são usados!

Mas, voltando ao sol, foi sem dúvida um dia maravilhoso! As pessoas ,há muito que ansiavam por um dia assim, apesar das temperaturas ainda baixas. Belém estava à pinha...famílias inteiras a passear, as crianças a brincar no relvado, turistas nos pastéis de belém (Ms. Brown também!), nos museus, nos restaurantes... Lisboa parece ter voltado a ter vida (pelo menos esta parte da cidade)!

O sol é, indubitavelmente, um tónico precioso! Precisamos do sol como de ar para respirar... e isso é comprovado pelos psicólogos que falaram para o jornal "Expresso". Tantos meses de chuva e mau tempo tornaram-nos mal-humorados para além de parecermos zombies, com uma cor acizentada (até eu que sou morena estou com ar cizento!!).

Ms. Brown espera que o sol venha de vez...falta uma semana para a Primavera chegar!

Com sol até a crise é minorada; até trabalhamos com mais gosto (bom, sem exageros claro!); sorrimos; somos mais simpáticos; buzinamos menos no trânsito (uhm, acho que agora exagerei!), tudo parece ser mais positivo!

Façamos, por isso, uma saudação ao Sol!... e esperemos que se mantenha por muito tempo!

 

Ms. Brown às 22:15

12
Mar 10

...pegarem nas vossas agendas e canetinhas e tomarem nota da programação do fim-de-semana que está a chegar! Então, meus caros viajantes (que merecem tudo do bom e do melhor pelo destaque que o nosso blogginho teve esta semana), Ms. Brown sugere:

 

A. Sexta-feira, dia 12:

1. Festa no Lx Factory para sonhadores de olhos abertos "Dream Factory", com DJ Diego Miranda e DJ Andy H. Começa às 23h00

2. "Chá Maluco" no Café Magnólia no Cinema Londres, às 19h00, em homenagem ao filme "Alice no País das Maravilhas" de Tim Burton (adddooorrreeiii, como já tive oportunidade de o dizer num post mais abaixo!). A pessoa que aparecer com o chapéu mais louco, habilita-se a um bilhete para o filme ou a levar o áudio-livro de Alice.... quem vai ser o "Chapeleiro mais louco"?!

3. Na Casa da Música, no Porto, a conceituada violinista Midori dá concerto, acompanhada da Orquestra Nacional do Porto.

4. No Plano B, no Porto (dos lugares que eu mais gosto no Porto), actuam os Cosmiclub com Rui Maia

5. David Fonseca continua em Tournée e hoje dá concerto em Famalicão

6. Bernardo Sassetti e o seu trio dão música em Águeda

7. Owen Pallet (dos Final Fantasy) dá concerto em Aveiro, no Centro Cultural e de Congressos

B. Sábado, dia 13

1. The Supervisor+ You can't win, Charlie Brown estarão em concerto no Santiago Alquimista, em Lisboa

2. O colectivo SS Jazz Collective estará em concerto na Casa da Música no Porto

3. Os "Diabo na Cruz" estarão a dar música em Aveiro

4. E o grande José Cid actuará no Coliseu do Porto

C. Domingo, dia 14

1. Os "velhinhos" Yo La Tengo estarão em concerto na Aula Magna em Lisboa

2. No CCB começa o Festival "Pontes para Instambul" com cinema, música, vídeo-arte, oficinas de percursão e ficará até dia 1 de Abril

3. Os mesmo velhinhos "Spandau Ballet" vão actuar no Pavilhão Atlântico de Lisboa

4. A Ópera "La Traviata" de Giuseppi Verdi, sobe ao palco no Coliseu de Lisboa

 

Fora do fim-de-semana, mas porque durante a semana também há coisas boas a acontecer, para os que tiveram sorte, "Florence and the Machine", grupo revelação de 2009, premiado com Britt Award dará, com certeza, um excelente concerto na Aula Magna, no dia 16 de Março, Terça-feira. A Ms. Brown, infelizmente, não conseguiu bilhete!

Até Domingo, dia 14, e para os mais gulosos, ou chocohólicos, decorre o Festival Internacional de Chocolate de Óbidos - uma experiência de uma única vez para a Ms. Brown que é alérgica ao chocolate.

Também temos a Moda Lisboa em movimento, no Terreiro do Paço. Os estilistas portugueses mostram as tendências da moda para o Outono-Inverno de 2010-2011 (credo, ainda agora estamos ansiosos para que o Inverno acabe e já andam estes meninos a mostrar o que se vai vestir no outro inverno!!). Story Taillers e Katty Xiomara são os estilistas preferidos da Ms. Brown; mas um Tenente também cai no goto da Ms. Brown!

 

E é tudo!...ou não, mas Ms. Brown não consegue destacar mais nada!

Divirtam-se! Aproveitem o Sol! Agora é que não há mesmo desculpa para não sairem de casa! Descansem, convivam, aproveitem o ar livre...Façam o que fizerem nunca se esqueçam de...SEREM FELIZES!

 

Bom fim-de-semana.

Ms. Brown às 10:59

No Brasil, terra dos criativos e das ideias audazes, o anúncio protagonizado por Paris Hilton para a marca de cerveja Devassa foi considerado demasiado provocador (????!!!!) e retirado do ar. A decisão do Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária do Brasil de vetar a emissão do anúncio vem na sequência de centenas de queixas de consumidores e da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, que descreveu a campanha como "sexista e irrespeitosa". Como nestas coisas não existe tal coisa como "má" publicidade, a decisão já deu origem a mais de uma centena de notícias com muita televisão à mistura e ao visionamento do vídeo no youtube por perto de meio milhão de cibernautas. O fruto proibido:

 

Mr. White às 10:31

Dá pelo nome de Castanheira Barros e é o novo candidato à liderança do PSD (já são quatro...). Escrevia assim este advogado de Coimbra em 2005:

 

"Quando a mente bloqueia

não vê

água cristalina nem riacho,

tão só

poluente mamarracho.

 

Foi-se a lufada de ar fresco

vinda das entranhas do oceano

sob a forma de poeta."

 

Sem dúvida o político poeta dos sociais democratas....

Mr. White às 10:01

10
Mar 10

Pois é caros viajantes, este muy humilde estabelecimento voltou a ser reconhecido pelo pessoal dos blogs do sapo. Para quem lá habita, aquele abraço ;)

Mr. White às 18:48

09
Mar 10

A ecologia está na moda e vem a ser uma das prioridades nas escolhas automobilísticas. Não só da parte dos fabricantes, que procuram fazer carros que consumam menos combustíveis fósseis, como da parte dos utilizadores, que procuram carros mais pequenos e práticos, e que consumam menos, ou se não forem assim tão pequenos, que sejam mais ecológicos. É o caso dos híbridos, cada vez mais em voga, já que, por enquanto, os carros eléctricos ainda são uma promessa e não rebentaram por aí.

O resultado é que cada vez mais pessoas têm carro e se deslocam em viatura própria, logo temos as estradas cheias e nunca há lugares para estacionar nas cidades. Problema que o Viajar resolveu há uns tempos, passando a usar apenas metade das rodas de um carro.

Há quem o procure resolver com os Smarts e com outros carros pequenos, pelo que o Viajar deixa uma pequena, literalmente, sugestão.

Com o apoio do Top Gear, apresentamos o Peel P50, incluindo a sua versão "desportiva"! Enjoy!

Mr. Heinz às 01:37

08
Mar 10

Supostamente, hoje, comemora-se o Dia Internacional da Mulher. E eu pergunto,mas é só hoje que se comemora? Porque não se comemora todos os dias?

Eu sou anti-dias de qualquer coisa... creio que os mesmos não têm significado se não dermos esse significado todos os dias. Hoje, os homens vão fazer grandes homenagens às suas mulheres (mães, namoradas, esposas, amigas...) e nos outros dias? Hoje lembramo-nos de como as mulheres são umas batalhadoras, são mães, amigas, mulheres, trabalhadoras numa só pessoa; que merecem o melhor do mundo; bla, bla, bla...

Sou mulher e sinceramente este dia nada me diz! Desculpem a sinceridade. Prefiro que no dia-a-dia me respeitem enquanto mulher, mas principalmente enquanto pessoa e que se lembrem disso todos os dias, do que ter um dia específico. Também abomino dia do pai, da mãe, da criança, dos namorados, dos avós, do idoso, do cão, do gato, do periquito... pronto, não gosto de um dia, gosto de todos os dias!

Tudo seria diferente se não tivéssemos de celebrar um só dia (esquecendo-nos de celebrar a efeméride desse dia nos restantes 364 dias do ano,) se nos lembrassemos todos os dias das pessoas...

No entanto, e para não parecer tão cretina em relação a este dia, vamos lá saber a origem do dito...

O Dia Internacional da Mulher tem a sua origem nas lutas femininistas do séc. XIX. Quando se deu a 2ª Revolução Industrial, e as mulheres começaram a trabalhar nas fábricas, não tinham qualquer tipo de direito. Ora, muher que se preze não se cala perante as injustiças e daí até começarem as reivindicações foi um pulinho. As mulheres juntaram-se e manifestaram-se por melhores condições. E é assim que, em NY (muito antes do Sexo e da Cidade aparecer), em 8 de Março de 1957, mulheres trabalhadoras fabris se manifestaram e reivindicaram os seus direitos.

Depois de muitas lutas, na viragem para o séc. XX,  foi instituído o dia, que não coincidiu durante muito tempo com o 8 de Março. O 1º dia a ser celebrado foi em 28/02/1909. O 8 de Março passa a ser institucionalizado a partir de 1975, data em que as Nações Unidas adoptam este dia para assinalar as lutas das mulheres.

Ao longo da História, várias mulheres aparecem como grandes figuras. Até em termos Bíblicos a mulher tem um papel preponderante (mas aqui, e perdoem-me os que comigo não concordam, a mulher aparece como uma pecadora ou alvo da cobiça e do pecado, salvo a N.ª Senhora, mãe de Jesus...). No entanto, e apesar da existência de grandes mulheres na História, à mulher nunca foi reconhecido estatuto igual ao do homem. Basta aliás ver o que se passa na actualidade, demonstrando as últimas estatíticas que há mais mulheres a trabalhar e muitas no topo mas que recebem menos que os homens nos mesmos cargos...

Por isso considero o Dia Internacional uma hipocrisia, porque, diariamente, as mulheres lutam para serem tratadas como iguais. A mulher é logo tratada de forma diferente numa entrevista de emprego quando de forma velada, muitas vezes, se pergunta à candidata se tem família, filhos pequenos, grandes, se pretende engravidar... depois, à mulher não é admitida uma falha na lide doméstica, no tratamento da família, mesmo que tenha uma carreira, seja uma executiva de topo - a função da mulher é a família e a casa e só depois o trabalho, dizem alguns, pensam quase todos... É cultural! É-nos intrínseco.

No entanto, creio que há uma mudança e isso vê-se ao passarmos os olhos pelos jornais e ao deparar-nos com a quantidade de mulheres que aparecem como Chefes de Estado ou de Governo ou com grandes papéis na vida política dos países. Ainda agora tivémos o exemplo da Presidente do Chile - Michelle Bachelet - incansável no apoio às vítimas e na resolução dos problemas causados pelo violento terramoto. No poder e como Presidente temos também, na América do Sul, Cristina Kirchener, presidente da Argentina. No Brasil, Lula da Silva apresenta como sua sucessora no Partido Trabalhista e, qui ça, na Presidência, Dilma Roussef. Em Portugal temos 3 ministras, a da Cultura, a do Ambiente e a da Saúde e temos, até ao momento, uma presidente de um partido. Não poderei também esquecer a nossa 1ª e única Primeira-Ministra, Maria de Lurdes Pintassilgo, já falecida. Já para não falar de todas as mulhes, incógnitas, que por mim passam todos os dias, que com certeza são mulheres de grande valor e que se esforçam por ser felizes mas principalmente para fazerem felizes quem os rodeia.

Não há dúvida que a Mulher é um ser fantástico, e por isso digo que, não basta um dia no ano para assinalar o quão fantástica é a Mulher, para mim, todos os dias são dias da Mulher!... e espero que todos se lembrem disso!

Ms. Brown às 12:05

07
Mar 10

...ou um filme que parece impossível mas que nos leva à possibilidade de vermos uma das melhores coisas feitas nos últimos tempos! Refiro-me a "Alice no País das Maravilhas" de Tim Burton.

Hoje Ms. Brown foi ver essa obra-prima do cinema e saíu da sala maravilhada! A genialidade de Tim Burton, os actores fantásticos, transpõem de forma fidedigna para o ecrã as personagens idealizadas por Lewis Carrol nos seus livros "Alice no País das Maravilhas" e "Alice para lá do espelho".

O filme é divinal...desde a banda sonora ao guarda-roupa, ao cenário, às personagens tão bem representadas pelos actores, à caracterização, ao argumento...

É impossível ficar indiferente a este filme! E mais impossível o é quando, para Ms. Brown foi o 1º contacto com o 3D no cinema... parece tudo tão real. Por momentos senti-me transposta para o ecrã como se também tivesse caído na toca de um coelho branco preocupado com as horas e me tivesse encontrado com a lagarta azul, com os gémeos Tweedlle, com a rata Miley, com a lebre psicótica, com o gato sorridente, com o Chapeleiro Louco, com a Rainha de Copas, com o Valete, com a Rainha Branca...

Sem dúvida, é dos melhores filmes dos últimos tempos. Tim Burton rodeia-se dos melhores actores que compreendem a sua loucura e que a transmitem através da sua interpretação. As Rainhas estão soberbas... o Chapeleiro, representado por Johny Depp, magnífico e a própria Alice (uma desconhecida para mim) está muito bem na interpretação do papel.O argumento está muito bem conseguido e quase se poderia dizer que era um 3º livro de Lewis Carrol aquele que está a ser representado no ecrã.

Tim Burton mantém o nível dos seus filmes no mais alto patamar... depois de Beetlejuice, Eduardo Mãos de Tesoura, A noiva cadáver, Conto de Natal, A Fábrica de Chocolate e outros, Alice é sem dúvida um filme "Burtoniano", tem todos os ingredientes para o ser: personagens loucas; excelente guarda-roupa; banda-sonora do melhor...

Depois de ver este filme só me apetece fazer a dança final do Chapeleiro Louco, a "Fudderwupping dance" porque o Dia da Dita sem dúvida chegou com a visualização deste estupendo filme!

Por fim, como filosofia do filme deixo-vos o seguinte "segredo": quando pensarem que estão a enlouquecer lembrem-se que também as pessoas boas são loucas...

Bom filme!

 

Ms. Brown às 00:47

Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11

14
20

21
22
23
25
27

28
29
30
31


Posto de Escuta
pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
Conta-gotas
Website counter
blogs SAPO