O Blog da Escorregadela intelectual (versão 2.0)

29
Jan 10

Pois é, o fim-de-semana está à porta e o sol parece que nos veio fazer companhia durante algum tempo! Por isso, a Ms. Brown abre aqui a rubrica de sugerir algumas coisas para se fazer durante o fim-de-semana, para além do "mappling" (actividade que consiste no deitar o corpo no maple - sofá - da sala e pegar no comando da TV e fazer zapping como se não houvesse amanhã!).

Assim, a Ms. Brown sugere:

1. Festa dos anos 80 do Teatro da Comuna, no Mercado da Ribeira - hoje à noite

2. Kumpania Algazarra, no Teatro da Comuna - hoje à noite

3. Remix Pessoa, com Jô Soares, no Teatro Villaret - de hoje até 7/2

4. "Não se ganha! Não se paga!", de Dario Fo, no Teatro da Trindade

5. "As Malditas", no teatro Tivoli

6. M.G.T., na Casa da Música, no Porto - hoje à noite

7. Cinema - "Invictus" de Clint Eastwood ou "Nas nuvens" com George Clooney; "Antichrist" de Lars von Trier, "A Bela e o Paparazzo" com Soraia Chaves e Nuno Markl.

etc, etc, etc.

Se não quiserem gastar dinheiro, há sempre a possibilidade de passearem, em Lisboa, pela zona do Castelo, Alfama, Bairro Alto, Sintra, Jardins da Gulbenkian, Parque Eduardo Sétimo, Chiado, Cascais (zona de); no Porto, por Serralves, visitar a Casa da Música, Santa Catarina, lanchar no Magestic, passear no Parque da Cidade, visitar as Caves do vinho do Porto, em Gaia, ir à zona dos Clérigos, passear pelas Galerias, visitar a Livraria Lello.

Enfim, aproveitem o bom tempo (e mesmo o menos bom), é fim do mês mais longo do ano, abstraiam-se dos problemas e "enjoy life"!

BOM FIM-DE-SEMANA!

Ms. Brown às 09:41

28
Jan 10

O gap entre a ficção e a realidade é cada vez menor, estamos cada vez mais perto da tecnologia do "Minority Report". A arte imita a vida que... imita a arte. O ipad da Apple chega em Abril, para já parece apenas ser um mega gadget. Notícia aqui.  

Mr. White às 11:00

27
Jan 10

Quantas formas diferentes haverá para contar uma história? Para a ilustrar, para a mostrar aos outros?

Temos nos cinemas o mais caro filme de sempre, com vesão 2D e com versão 3D. Foram precisos quaqluer coisa como 12 anos para o seu realizador nos mostrar a história que tinha na cabeça.

Ao mesmo tempo, um realizador amador gasta 400 euros a fazer uma curta cheia de efeitos especiais e é imediatamente convidado pelos estudios a sério para fazer uma produção a sério. Tudo formas diferentes de contas as coisas.

O Viajar deixa aqui mais uma dessas fórmulas. Muito simples, mas a necessitar claramente de... talento!

O vídeo em causa é contado através de desenhos em papel vegetal, desenhados em tempo real. É curioso ver, do lado de lá, a mão do artista, os movimentos, o lápis....

Com voces, Tales of Mere Existence!

 

Mr. Heinz às 16:07

26
Jan 10

Se ontem falei das negociatas estranhas da CML quando o Dr. Pedro Santana Lopes era Presidente de Câmara, hoje falo das estranhas coincidências que ocorrem no dia-a-dia deste país à beira-mar plantado!

Acordei hoje de manhã com a notícia de que a A16, inaugurada com pompa e circunstância há 3 meses, que liga a CREL a Sintra, vai ser sujeita a uma intervenção de fundo porque, a chuva arruinou parte daquela via.

Estranhei desde logo que uma via tão recente fosse já intervencionada, mas depois recordei-me da Via do Infante, inaugurada pelo  Prof. Cavaco Silva, quando era 1º Ministro de Portugal, que sofreu fortes danos logo após a sua inauguração, e pensei: "Ah, mais do mesmo! Os anos passam e tudo está igual! Nem com um 1º Ministro, Engenheiro (ou não), a coisa lá vai..."

Depois, ao continuar a ouvir a notícia, apercebi-me de alguns contornos estranhos que fizeram tocar a rebate o sino da desconfiança e do sentimento de engano! Apesar de ainda ensonada, algo soou estranho e mais uma vez o cheiro a esturro, a nepotismo,  a negociata, a "chiquismo espertismo", entrou pelas minhas narinas adentro.

Com efeito, a construção da A16 foi adjudicada à empresa Mota Engil, pelo Ministro das Obras Públicas de então que era o Sr. Jorge Coelho (perdoem-me mas não me recordo se tem algum título académico, no entanto, Sr. é bastante para o efeito). Mais, tarde, o Sr. Jorge Coelho deixou o governo do PS para ir para o privado, e para onde foi? Não adivinham? Vá lá façam um esforço, não é assim tão difícil... isso mesmo! Foi para a Administração da Mota Engil!

A Mota Engil construiu a A16, procedeu à sua inauguração em plena época de chuvas e as consequências apareceram logo à "tona da água" (quase que literalmente)... nova intervenção de fundo porque a chuva - essa maldita que raramente aparece entre Outubro e Abril - estragou todo o trabalho! Não foi porque os engenhocas da Mota Engil utilizassem material de 3ª categoria, não estudassem convenientemente a morfologia da zona, ou fizessem tudo às três pancadas! Não! Longe disso! O trabalho foi bem feito, o Ministro das Obras Públicas, Sr. Jorge Coelho, adjudicou em plena consciência, à empresa com melhor oferta qualidade/preço, e que veio a ser posteriormente presidida pelo mesmo Sr. Jorge Coelho...

Por favor, mas estão a querer enganar quem?! Digam lá que isto não cheira a mais uma daquelas bonitas negociatas que os nossos políticos fazem?! Agora a Mota Engil desresponsabiliza-se, acusa a chuva de estragar tudo, procede aos arranjos que tem a fazer e "suga" uns bons milhares de euros ao erário público!

Não há dúvida que nunca a expressão "quem se trama é o mexilhão" se mostrou tão oportuna como agora. Há medida que se vão descobrindo todas estas negociatas, apercebemo-nos que por mais impostos que paguemos, por mais cintos que apertemos, nunca Portugal se endireitará enquanto estes senhores estiverem à frente do seu destino! Acho que deveria ser afixado por todo o país um cartaz com o seguinte dizer: "Procuram-se novas pessoas , com carácter, honestas, rigorosas e que queiram fazer algo deste País!"...

Ms. Brown às 16:39

25
Jan 10

Acabo de ler uma notícia no Público on line acerca de um arrendamento de um palácio histórico ao fim da Calçada do Combro, a um advogado, sendo que a renda mensal é de € 507,00 (http://www.publico.clix.pt/Local/camara-alugou-parte-de-um-palacio-historico-por-507-euros-em-2004_1419541) e acho escandaloso!

Ao ler a notícia farejo as negociatas que existiram por detrás deste arrendamento. Tudo me cheira a esturro; tudo me cheira a nepotismo! Primeiro porque o requerente do arrendamento, é advogado, viúvo de uma ex-deputada do PSD ao Parlamento Europeu; segundo porque, a ex-vereadora Helena Lopes da Costa, agora deputada do PSD, ao contrário dos pareceres dos juristas da Câmara (que sugeriram um arrendamento por 5 anos ou então decisão em reunião de Câmara para arrendamento superior aquele período), decidiu que o arrendamento seria por 20 anos, sem necessidade de ir a reunião camarária.

Mas, como se não bastasse a benesse, sem fundamento legal, que a ex-vereadora deu, a assinatura do contrato foi atrasada de tal forma, sempre motivada em atrasos imputáveis à Câmara (apesar de os atrasos se deverem ao facto do Sr. Dr. Advogado não assinar o contrato na data em que o recebeu), que o mesmo só entrou em vigor em 1 de Janeiro de 2005, sem que a Câmara recuperasse os valores em falta desde a decisão do arrendamento (os efeitos do arrendamento reportar-se-iam a Agosto de 2002, data do falecimento da arrendatária).

Ora, digam-me lá que aqui não há coisa?

Longe de mim ser apoiante da nova equipa que se encontra à frente da edilidade; provavelmente, dentro de algum tempo serão conhecidos outros casos relacionados com esta equipa, mas uma coisa é certa: Dr. Pedro Santana Lopes e a sua equipa conseguiram criar polémica em tudo o que mexeram: túnel do Marquês (inacabado e com problemas estruturais); Parque Mayer (sem solução;gastos com arquitecto Frank Gerry); Feira Popular (destruída e terrenos ao abandono); Campo Grande (abandonado, vandalizado e perigoso), Epul, Gebalis,etc., etc.

E, apesar disto tudo, o Dr. Pedro Santana Lopes recebe uma condecoração por serviços prestados à Nação! O nosso Presidente da República, que disse que a má moeda tem de ser expulsa pela boa moeda, numa alusão directa ao Dr. Pedro Santana Lopes, teve de engulir um sapo do tamanho do mundo!!...

E eu, como lisboeta, tenho de suportar tudo isto!...É vergonhoso!

 

Ms. Brown às 12:04

22
Jan 10

Chegaram ao youtube no dia 20 e foram amplamente divulgadas por colaboradores de diversas sociedades de advogados. Caros viajantes, várias das escutas a Pinto da Costa no âmbito do processo apito dourado aqui. A pérola é mesmo o diálogo com Valentim Loureiro. É aproveitar agora, não deve ficar online por muito tempo...

Mr. White às 17:15

Depois de Artur Jorge e de Liedson.... José Cid. Notícia aqui.

 

Anedota do dia:

 

"O que dizem as mães aos meninos mal comportados?

Porta-te bem ou chamo o Sá Pinto."

Mr. White às 17:11

21
Jan 10

Ontem foi dia de Taça de Portugal. Já sem o Benfica (informo já que qualquer comentário sobre o Benfica menos apreciável faz incorrer o seu autor na banição total do blog!), ontem era a vez dos outros 2 grandes e meio  (Braga é quase um grande) mostrarem trabalho.

Sucede que, apesar de todos terem passado aos quartos-de-final, todos tiveram de suar muito para que assim o conseguissem.

O Porto, ao fim de 30 penalties (quase record mundial) lá conseguiu eliminar um Belenenses que, de equipa laterna vermelha no campeonato, passou a equipa com capacidade de jogar e de quase ganhar ao FCP.

O Braga jogou contra o Freamunde, equipa da 2ª divisão B que, com uma equipa cheia de defesas e trincos (um a fazer de avançado) ,mostrou que mesmo assim se consegue atacar com qualidade e conseguiu bater o pé ao líder da 1ª Liga.

E o Sporting? Que se passou com o Sporting?

Bom, como tem acontecido ultimamente, o Sporting manteve-se igual a si mesmo: a jogar médio, a conseguir alguma vantagem e depois a tremer no fim. Nem com os reforços de inverno a coisa melhora!

Contra o Mafra, o Sporting encontrou-se a ganhar por 4-1 e ,enquanto o diabo esfregava um olho (ou os dois), o Mafra marcou 2 golos, um dos quais com ajuda do Rui Patrício!

Depois disso, foi a tremideira do costume até final.

Mas, o pior estava para acontecer! O golo caricato marcado pelo Mafra com ajuda do guarda-redes do Sporting, criou um grande mal-estar no ex-director desportivo do Sporting, Ricardo Sá Pinto que, como se sabe, não prima pelo melhor feitio. Ao ver aquela cena, desatou a criticar o seu guarda-redes. Liedson, que estava no banco, defendeu o seu colega de equipa e a partir daqui as coisas aqueceram, tendo Sá Pinto ordenado reunião de urgência no balneário.

Ora, já se sabe que o balneário do Sporting é especial. Se o Benfica tem uma relação tensa com túneis, o Sporting tem-na com os balneários! E aqui é que tudo se passou. Ao que se sabe, Liedson e Sá Pinto discutiram de tal forma que chegaram a vias de facto. Sá Pinto, pugilista sobejamente conhecido (quem não se lembra do episódio com Artur Jorge) atirou-se ao levezinho (ou será que foi o contrário) e foi um "ver te vias"! Carlos Carvalhal, nada fez, ou conseguiu fazer, e lá apareceu numa conferência de imprensa, 1 hora depois, alegando problemas pessoais (realmente, deve estar a pensar como se foi meter neste manicómio!).

Ou seja, foi um arraial de pancadaria dos antigos, ... o pior, é que todos se esqueceram que com Carvalhal esta foi a 6ª vitória consecutiva do Sporting, entre jogos do campeonato, taça da liga e taça de Portugal.

Agora, Sá Pinto demitiu-se, Liedson é alvo de um processo disciplinar, Carvalhal não tem mão na equipa, Veloso está a tentar emagrecer para se ir embora e Djaló continua a namorar a Floribela...Sporting, até tenho pena de ti!

 

 

 

 

Ms. Brown às 16:52

20
Jan 10

 

 

Depois de muitas conversações, negociações até altas horas, propostas e contra-propostas, eis que, no mundo dos viajantes na maionese, aparece uma personagem nova, alguém que, ao contrário de Jackie Brown, não está no mundo blogger para enganar ninguém nem ficar com a mala de dinheiro!

Mandam as regras que me apresente formalmente aos viajantes:

Eu sou a Miss Brown! Sou aquela que gosta de ler blogs, gosta de comentar os posts dos Misters maionésicos, que se interessa pela sociedade, política, desporto, fait-divers, gadgets, música, teatro, cinema, noitadas, convívio com os amigos... enfim, que se interessa por tudo a que a faça sentir viva!

Sou aquela que gosta de discutir temas polémicos, fracturantes, que acicatem o interesse, a fúria, a emissão de opiniões díspares. Por isso não esperem de mim menos do que isto!

Não pensem que venho incutir neste blog um toque feminino! Enganam-se! Se for preciso falo de futebol, discuto tácticas, dou estratégias, falo dos jogadores (e não me vou referir às suas belas pernas ou aos seus penteados)...

Vou ser uma entre iguais (primus inter pares)...

 

Ms. Brown às 19:04

19
Jan 10

Na mansão do VM haviam dois agricultores, 1 piscicultor e dois mafiosos. Sobreviveu um mafioso de nível 200, um aquário vazio e duas colheitas estragadas. Foi esta a consequência directa das redes sociais na vida do VM, esta e estar constantemente a ser identificado em fotos que o próprio nem se lembra de terem sido tiradas. As redes sociais aproximaram os viajantes é certo mas, no processo, desviaram-se do seu potencial com a introdução de distracções como os irritantes quizzes e a perigosa componente do jogo (todos os jogos têm a hipótese de meter dinheiro e o Poker online, provavelmente o mais perigoso dos jogos do Facebook, está a poucos cliques de distância).

De acordo com uma pesquisa da Associated Chambers of Commerce and Industry of Índia, o boom das redes sociais resultou numa quebra de produtividade de 12,5% (notícia aqui) no sector empresarial do respectivo burgo. Nos states metade dos funcionários "de escritório" visitam os sites de redes sociais no horário laboral, o que resulta numa perda média de 1,5% da produtividade total.

E por terras Lusas? Nos últimos seis meses, 57% dos internautas portugueses criaram ou geriram um perfil numa rede social online, 54% deixaram comentários em sites ou blogues e 55% partilharam ficheiros de música com os amigos. Algumas das conclusões do primeiro estudo “Wave - Power to the People” realizado pela UM aqui. Dos dados o VM destaca os referentes à blogosfera, claramente em crescimento: em média, 74 por cento dos internautas do estudo já leram blogues e 40 por cento afirmam mesmo já ter começado a escrever um. A partilha de fotos, recomendação de websites e a partilha de músicas preferidas ocupam o top de actividades realizadas pelos bloguers globais.

 

"As reuniões estão tão out..."

Mr. White às 11:46

18
Jan 10

O VM sondou o mercado de inverno e contratou um reforço de peso.

Caros viajantes, abram alas, a Miss Brown está a caminho do VM...

Mr. White às 22:07

15
Jan 10

Foi provavelmente Platão quem empregou o termo pela primeira vez referindo-se a um subgénero teatral que alterna ou mistura comédia, tragédia, farsa e melodrama. Cá no burgo foi Gil Vicente o grande precursor do "tragicomédia", brilhante nos seus Autos, memorável no Auto da Barca do Inferno. Assumindo que não há nada mais teatral do que o desporto rei (os relvados são ou não grandes palcos?), não ocorre ao VM melhor expressão para descrever a CAN do que uma "tragicomédia" de sabor africano. Se ao hilariante 4-4 protagonizado por Angola e Mali (quatros golos em 12 minutos????) juntarmos a tragédia que vitimou vários elementos da delegação do Togo e inesperada desqualificação da equipa, obtemos um mix revoltante de difícil interpretação. África continua a ser África, com tudo o que tem de bom e de mão, e essa acaba por ser a mensagem. Inegável. Felicidades para o campeonato e para o guarda-redes moçambicano que há dias ia perdendo a cabeça numa defesa sui generis...

O comentador poderia ter sido sensível à monumental queda, mas não seria a mesma coisa...

Mr. White às 14:14

Go Compare!!!!!!!!!!!!!!!!!

Mr. White às 14:07

13
Jan 10

O VM tem por hábito acompanhar a newsletter da Meios & Publicidade. Tornou-se quase um passatempo detectar a dança de cadeiras do sector, as novidades em matéria de campanhas e os novos players dos mercados da Comunicação, Marketing e Publicidade. São frequentes as notícias de despedimentos (mais ou menos) camuflados, de grandes contratações e da entrada de novas empresas. E é precisamente sobre este último ponto que o VM decidiu dedicar este post.

A Meios divulgou hoje o arranque da 4News, uma nova agência de jornalismo (notícia aqui). Antes mesmo de entrar na notícia, o título é, logo a partida, merecedor de alguma estranheza e reflexão. O que é uma agência de jornalismo? Atendendo à explicação de um dos fundadores, o conceito torna-se ainda mais difícil de assimilar: "Da nossa experiência apercebo-nos que cada vez mais as empresas recorrem a serviços externos, à peça, e pensámos porque não criar um site onde oferecemos esses serviços?”. Ora, esta seria uma ideia brilhante... caso não houvessem largas dezenas de agências de comunicação e de produção de conteúdos a fazer isso e muito mais nas últimas decadas. Retirando o elemento da novidade, que simplesmente não existe, e procurando ignorar o termo "agência de jornalismo", o VM procurou junto do site da recém-criada empresa -  que seria fantástico nos anos 90 - perceber o seu core business. Surpreendente, no mínimo, o campo das "Condições". Aqui encontramos uma tabela de preços, preto no branco, com valores que deixam o VM de boca aberta. Um PR custa 50€ (!), uma entrevista varia entre os 90€ e os 290€ e a coisa continua no campo das reportagens e dos eventos. Por algo do género lembra-se o VM de duras críticas proferidas pelo Presidente da APECOM à agência SpeedCom que procurou diferenciar-se com pacotes económicos de serviços. Enfim, passando novamente ao lado da questão, desta feita referente à qualidade dos serviços e ao seu real valor, fica o espanto do VM ao ler que o projecto "embrionário" nasce "após uma situação de desemprego que atingiu os membros" da empresa. São precisos vários adjectivos para descrever tamanha sinceridade, coragem é o único positivo que me ocorre... e porventura não será o mais indicado.

Mr. White às 12:55

11
Jan 10

De acordo com a Meios & Publicidade o melhor trabalho publicitário da década foi o filme Hélder, da BBDO, para a DGV. Com a música de Aimee Mann de fundo, ninguém ficou indiferente a um (nada) simples acto de abotoar uma camisa. O claim "Quanto mais depressa mais devagar" nunca mais teve o mesmo significado...

O top 10 aqui.

Mr. White às 10:15

08
Jan 10

Intervenção de sua Excelência o Presidente da República:

Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá.... situação explosiva.

Intervenção de sua Excelência o Primeiro-Ministro:

Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, diálogo, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá ... confiança, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá ... diálogo, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá ... confiança, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá, Blá... DIÁLOGOOOOOOOOOOO.

 

Ou muito me engano ou este executivo está à rasca por causa do Orçamento de Estado...

 

Mr. White às 18:06

07
Jan 10

Após investigação minuciosa, o VM concluiu que o culpado pelo mistério dos polvos é, nada mais nada menos do que o único, o inimitável analista forense e assassino em part time.... DEXTER. De férias em Gaia, o compincha Dexter Morgan achou por bem atirar às águas portuguesas uma das suas vítimas (cortada às postas, claro, daí o pé encontrado). Os polvos fizeram parte de uma manobra de diversão - o americano sabia que a malta cá do burgo iria reparar apenas no potencial gastronómico do achado - e foram comprados no LIDL ou no Modelo de Matosinhos (o VM não conseguiu chegar a uma conclusão exacta nesta matéria). Quanto ao golfinho... bom, o mamífero aquático foi seguramente testemunha do crime e teve de ser despachado. Enfim, mais um crime perfeito do serial killer, desta feita em terras lusas. Case solved.

"Era isto ou uma tonelada de calamares..."

Mr. White às 13:12

06
Jan 10

O que é que faz quando, sem razão óbvia, meia tonelada de polvos, um golfinho e um pé humano dão à costa em Gaia? Passa-se uma cebola no assunto e vai tudo ao tacho (os polvos claro). Notícia com um título brilhante aqui. Das teorias, a que agrada mais ao VM é a do cisco no olho do polvo. Afinal, não há nada pior para estes moluscos marinhos do que um grão de areia no sítio errado...

"Não consigo perceber como foi que isto aconteceu... um golfinho???"

Mr. White às 19:43

05
Jan 10

Talvez muitos não se lembrem, mas era foi um grande jogo de Fórmula 1: era o Pole Position, ainda para as consolas Atari, que dominavam o muito pequeno mercado do início dos anos 80, ainda antes dos ZX Sprectrum.

O Viajar encontrou um anúncio ao dito jogo. O curioso ao olhar para trás com este anúncio, é que não só se pode ver a evolução impressionante dos jogos, em termos de gráficos, sons, e por aí fora, mas também a evolução da própria publicidade e da sociedade a quem se dirigia.

A recordar...

 

Mr. Heinz às 20:31

04
Jan 10

O uruguaio de 31 anos Federico Álvarez resolveu investir 200 euros na curta "Ataque de Pânico!". Com a duração de cinco minutos, o filme mostra a invasão de Montevideu, a capital do Uruguai, por robôs gigantes e mistura imagens reais com animação 3D. Em Novembro o inexperiente realizador colocou o projecto no youtube. Em Dezembro recebeu uma proposta para realizar uma longa-metragem com um orçamento de 20 milhões de euros. A internet é uma coisa fantástica, não é?

Mr. White às 13:08

Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
14
16

17
23

24
30

31


Posto de Escuta
pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
Conta-gotas
Website counter
blogs SAPO