O Blog da Escorregadela intelectual (versão 2.0)

16
Jun 11

Ms. Brown está preocupada!

1ª Preocupação:

137 Auditores da Justiça (vg. candidatos a magistrados/juízes) foram apanhados a copiar em 2 exames de acesso à profissão. Mas, como se não bastasse, os responsáveis pelo Centro de Estudos Judiciários (instituição responsável pela formação de magistrados/juízes), apesar de terem detectado tal irregularidade (como lhe chamaram), atribuíram, ainda assim, nota 10 aos examinandos. Além deste escândalo, a justificação agora apresentada, raia a insanidade mental, pois tais responsáveis justificam a atribuição da nota com o facto de não terem tempo para fazer novos exames! Senhores e que tal DESCLASSIFICAÇÃO de tais candidatos?! Ms. Brown, ao que sabe, há requisitos mínimos essenciais para o exercício da magistratura (judicial ou MP), sendo que tais deverão passar por: (i) licenciatura em Direito; (ii) honra; (iii) probidade; (iv) dignidade; (v) credibilidade; e, aduz Ms. Brown, atentos os exemplos que tem visto em alguns tribunais, inteligência e clarividência, bem como conhecimento da prática e da realidade diária.

Isto é VERGONHOSO! Como poderão estes candidatos a magistrados exercer a sua profissão, julgar os outros, condenar os criminosos, tendo esta situação no seu curriculum? Bem esteve o Bastonário da Ordem dos Advogados ao denunciar e criticar esta situação. Todos os 137 candidatos deveriam ser desclassificados e impedidos de aceder ao exercício da magistratura!

2ª Preocupação:

Onda de indignação nacional e europeia que é cada vez maior e as cargas policiais. Diariamente chegam notícias de que há mais desempregados e de que as pessoas estão fartas das políticas económicas que cortam a eito todos os direitos sociais. As pessoas têm o direito a sentirem-se indignadas, pois os verdadeiros responsáveis nada assumem e imputam à população comum todas as responsabilidades pela crise. Em Espanha foi o que se viu nas Portas do Sol, em Madrid. Mas se aí até as coisas foram pacíficas, o mesmo já não se pode dizer em Barcelona, em Lisboa e em Atenas, onde a polícia decidiu que a melhor forma de calar as vozes indignadas é bater, usar a força, usar gás lacrimogéneo, prender e ameaçar. Ms. Brown concorda com aquele cliché que diz que a Força da Razão é maior que tudo e que prevalecerá sobre a força física e completamente desnecessária!

Mas, a situação é preocupante, quer porque cada vez há mais povos indignados por essa Europa fora, quer porque a classe política parece impotente para resolver a crise. É urgente encontrar uma solução! É urgente encontrar quem esteja disposto a meter o dedo na ferida, a cortar as regalias dos principais causadores da crise (instituições financeiras) e a salvaguardar os direitos sociais, que mais que não são do que o direito a uma vida digna e condigna!

3ª Preocupação:

A pobreza é cada vez mais patente! No espaço de 2 dias, Ms. Brown foi confrontada à porta de sua casa e no café onde estava, por pedintes jovens que pediam comida... não pediam dinheiro, mas sim comida! E sempre que anda na rua, vê-se cada vez gente a pedir, ou a mendigar (e Ms. Brown não fala dos pedintes profissionais que vêem da Roménia). A crise está aí e ainda é só o início. Ontem, o responsável pelas misericórdias falava que a antiga classe média vai agora comer às suas cantinas. Dizia ainda que as pessoas têm vergonha, que comem depressa e de cara escondida, muitas vezes voltadas para a parede. Tudo isto consequência das políticas de "levem tudo, gozem tudo, não se preocupem com o pagamento". Ms. Brown está revoltada porque sabe que pouco consegue fazer para ajudar, mas está mais revoltada porque tem consciência que os verdadeiros culpados nunca serão julgados nem condenados por isto! O crédito fácil, o pagamento a prestações, as viagens a crédito, as segundas casas, os carros (um para cada membro da família), tudo não passou de "tapar o sol com a peneira". A tão falada riqueza do nosso país era falsa, todos viviam de ilusões! Agora, sejam bem vindos à realidade, pura e crua! Não há dinheiro!

4ª Preocupação:

A onda de violência. Num curto espaço de tempo, um homem barricou-se em Quarteira, um turista foi morto, outro estava em vias de ser assaltado quando a polícia chegou, ontem alguém tentou assaltar a caixa de multibanco instalada numa junta de freguesia fazendo explodir bilhas de gás (conseguiram destruir a junta com a explosão, mas não conseguiram assaltar a caixa de multibanco!), houve vários assaltos a caixas de multibanco, adolescentes agridem-se violentamente e publicam no Facebook, etc...

O país está a ferro e fogo! No Algarve, o maior destino turístico de Portugal, não há segurança. O consulado britânico já emitiu avisos. Um pouco por todo lado, há assaltos, mortes, agressões. E não se vê o fim a isto.

5ª Preocupação:

Apesar da crise política, das queixas que se ouviram sobre o anterior Governo, de toda a situação portuguesa, 41% da população decidiu não ir votar! Assim, como é que as coisas mudam, se quem tem poder para as mudar não se interessa?

 

E muitas mais preocupações haverão e terão os viajantes. Comum a quase todas estas (com excepção da 1ª) é a crise. A falta de dinheiro traz a instabilidade social e, consequentemente, a violência. Esperemos que rapidamente Portugal volte a ser o paraíso de outrora...

 

Ms. Brown às 16:05

Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
17
18

19
21
22
23
24
25

26
27
29
30


Posto de Escuta
pesquisar neste blog
 
Conta-gotas
Website counter
blogs SAPO