O Blog da Escorregadela intelectual (versão 2.0)

01
Out 10

Caros Viajantes,

 

Não é por preguiça, mas antes falta de tempo, que Ms. Brown hoje não apresentará a sua (extensa) lista de sugestões para o fim-de-semana, principalmente para este que permite, a alguns, estender-se até 3ª feira.

Ms. Brown, no entanto, crê estar desculpada e que os viajantes compreenderão, uma vez que Ms. Brown fez anos ontem e hoje parte para o estrangeiro (local não revelado por razões de segurança...) para comemorar o seu aniversário, só regressando às lides na próxima 4ª feira! Por isso peço-vos a vossa compreensão. Ms. Brown, vai também ela viajar, não na maionese, mas para outras paragens!

Mas, ainda assim, tem tempo para dizer que este é o fim de semana dos 2 grandes concertos por que muitos viajantes aguardavam há muito: U2 em Coimbra. Os bilhetes esgotaram enquanto o diabo esfregava um olho, e por isso a coisa promete!

Mas neste fim-de-semana comemora-se os 100 anos da República Portuguesa, pelo que também haverão inúmeras iniciativas até 3ª feira, pelo que, para os viajantes republicanos, é hora de festejar!

Quanto ao resto, de certo que os viajantes encontrarão programas interessantes para se fazer, sem necessidade de ajuda da Ms. Brown.

Ms. Brown também tem já um programa extenso para gozar, mas espera chegar com baterias recarregadas e com muita vontade de escrever sobre tudo e sobre nada.

Até ao regresso de Ms. Brown, façam o favor de SEREM FELIZES!...

Ms. Brown às 15:16

comentário:
Face à ausência de programação e sugestões de MS. Brown, que apesar de justificada, os viajantes não compreendem !… uma coisa é correcta, as comemorações dos 100 anos da República Portuguesa marcam mesmo a Programação dominante nestes dias.
Por isso, e para se actualizar, o viajante recorreu ao suplemento ATUAL para então descobrir o que se ia passa por aí…
A propósito da dita República, deparou-se desde logo com uma referência tão engraçada e oportuna feita por José Manuel dos Santos, na sua crónica, que não pode deixar de partilhar…
…”Aquele que o escreveu disse que a sua obra tinha dois autores: ele e o seu fantasma. É por isso que, nestas páginas, existe um dupla visão em que tudo se vê: por cada vida há uma morte, por cada realidade uma irrealidade, por cada heroísmo uma cobardia, por cada rosto uma máscara, por cada verão um inverno. E para cada rapidez uma lentidão, para cada serenidade um tumulto, para cada vitória uma derrota, para cada ordem uma desordem, para cada céu um inferno. Aqui as palavras correm, avançam, param, recuam, desaparecem, reaparecem… (em “Memórias” de Raul Brandão, num livro que se faz e desfaz…). Refere-se ao tempo, aos 100 anos… assim foi no fim da Monarquia, no princípio da República…
E assim será sempre, enquanto houver, pessoas, vontades, dilemas… mas também ambições e vontades de evoluir…
O Republicano a 4 de Outubro de 2010 às 11:57

Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
16

17
18
19
20
21
22

24
25
26
28
30

31


Posto de Escuta
pesquisar neste blog
 
Conta-gotas
Website counter
blogs SAPO