O Blog da Escorregadela intelectual (versão 2.0)

31
Mai 10

Hoje assinala-se o Dia Mundial Sem Tabaco.

Ms. Brown já se insurgiu por mais do que uma vez contra os "dias mundiais" mas este, ao contrário de outros, não tem qualquer carácter comercial intrínseco e infelizmente não é tão amplamente divulgado como outros "dias mundiais".

Antes que os viajantes considerem a Ms. Brown uma radical anti-tabagista, convém esclarecer que durante 13 anos, Ms. Brown foi fumadora, tendo deixado de fumar há 6 anos e meio, depois de uma passagem de ano em que fumou quase 3 maços de tabaco, tendo ficado bastante intoxicada.

Por isso, se há pessoa com legitimidade para falar do tabaco e, claro está, dos malefícios, Ms. Brown será essa pessoa.

O tabaco, apesar da dependência que cria, do vício que origina, dos malefícios que provoca, tem sido socialmente aceite e até serve como uma forma de demonstrar alguma aceitação dentro de certos grupos de pessoas - quem é que na adolescência não fumou um cigarro para mostrar aos outros que era "cool", que já era adulto?!

Para além da aceitação social, o tabaco gera muitas receitas para o Estado através dos impostos que lhe são aplicáveis. Daí que, ainda que haja muitas campanhas contra o tabaco, nenhuma tem a força que deveria ter para se erradicar de uma vez por todas o tabaco da vida social.

É verdade que fumar um cigarro muitas vezes é de um prazer enorme... o cigarro e o café a seguir a uma boa refeição é sem dúvida um momento hedonístico! O cigarro serve também para "fazer companhia" às pessoas que aguardam por outras pessoas...

Mas, o cigarro faz mal!

Por causa do cigarro, Ms. Brown já perdeu algumas pessoas próximas. Por causa do cigarro, muitas famílias ficam destroçadas por ver os seus familiares a sofrer. Por causa do cigarro, o IPO e os hospitais que têm serviços de oncologia, estão cheios de pessoas que sofrem de cancro de pulmão ou de problemas respiratórios.

A melhor coisa que Ms. Brown fez foi ter deixado de fumar... e com isso a sua vida passou a ter melhor qualidade.

Felizmente, com a entrada em vigor da Lei do Tabaco, o ambiente de muitos recintos fechados passou a ser melhor... hoje é raro o sítio onde se possa fumar. O melhor mesmo que aconteceu foi a proibição de tabaco nos restaurantes e nas discotecas...as refeições são devidamente apreciadas e a pessoa pode dançar à vontade sem ser queimada!

Como sempre, para Ms. Brown todos os dias deviam ser dia Sem Tabaco! Todos os dias as pessoas que faleceram em consequência do tabaco devem ser recordadas...Ms. Brown crê que as pessoas já estão mais vocacionadas para uma vida livre de fumo... pelo menos tem essa esperança!Ms. Brown espera que este singelo texto sirva para que as pessoas pensem nas consequências de fumar...como diz sempre, fumar é um suicídio consciente e lento e com um fim terrível!

Assim, sendo, que hoje se assinale o dia Sem Tabaco e que este dia perdure para sempre...

 

 

 

 

Ms. Brown às 10:43

Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
15

16
17
19
20
22

23
24
25
26
27
29

30


Posto de Escuta
pesquisar neste blog
 
Conta-gotas
Website counter
blogs SAPO